O Bom de Viver.com.br

Início » 2013 » agosto

Arquivo mensal: agosto 2013

Como Lidar com o Stress? Situacões de Crise.

Como Superar Obstáculos?

O Bom de Viver.com.br

Na crise , na dor, nas tragédias que podemos perceber nossa forca e potência interna de resistirmos. buscando resiliência coaching1diante da situação a ser enfrentada. Resiliência e a capacidade de adaptação , de voltar a homeostasse,ao equilíbrio diante de um problema .

E muito comum falarmos que chegamos no fundo do poço mas a verdade e que o poço tem o fundo que cavamos. Se não ficarmos firme o fundo não tem fim.

A situação não e a verdade máxima ,o essencial, e somente uma realidade, é o fato em si o que vai fazer a diferença é como pensamos, lidamos, como olhamos para o fato e principalmente se somos práticos ou reativos diante dele, da situacão a ser enfrentada .

Quando somos proativos agimos, corremos atrás da solução, se somos reativos como a própria palavra diz reagimos, focamos o probema assim limitamos nosso campo de ação.

A mente alerta,livre,criativa…

Ver o post original 183 mais palavras

O Vaginismo e seu tratamento

sexualidadeSexualidade

Fisioterapia na Saúde da Mulher

Olá!

Este post é uma sugestão do Amor Perfeito para que eu falasse um pouco mais sobre o vaginismo e seu tratamento. Resolvi então colocá-lo aqui para que fique mais acessível a todas e não só como comentário no meu blog.

Falando um pouco mais sobre o vaginismo e seu tratamento, os exercícios durante a sessão de fisioterapia são importantes (relaxamentos, alongamentos e massagens), mas os exercícios que a mulher deverá fazer em casa são os principais!!! É o momento em que a mulher com vaginismo estará concentrada: é só ela, o “problema” (o medo, a ansiedade, dor…) e seus dedos ou dilatadores.

É muito importante as mulheres não desistirem nos primeiros “suados” minutos, continuem tentando relaxar e mesmo que demore 40 minutos ou 1 hora pra introduzir o primeiro dilatador, um dedo ou um cotonete, pense que foi um progresso!!!

Com o tempo tudo vai ficar mais fácil, o cotonete, o…

Ver o post original 298 mais palavras

JobConvo, Recrutamento e Seleção, Entrevistas virtuais

trabalho 1Uma Nova Perspectiva No Mercado De Trabalho

Blog Ronaldo Bahia

Entrevista recente que dei para o site SeteLagoas.com.br

Como surgiu a ideia de criar a JobConvo?
A idéia de criar uma solução de entrevistas em vídeo online veio depois de experiências próprias. Eu costumava perder até 2 horas para chegar em uma entrevista de emprego, mais 2 horas para voltar para casa. Somado a isso, para cada entrevista eu tinha que gastar em torno de 50 reais, dinheiro que na maioria das vezes eu pedia emprestado a amigos e familiares.
Em muitas entrevistas de emprego, era nítido que eu não era o perfil desejado. Isso fazia com que eu perdesse meu tempo e o da empresa.
O desejo de criar algo para beneficiar as pessoas já vinha de muito antes, mas só após assistir uma entrevista do Romero Rodrigues, fundador do Buscapé (empresa vendida por 342 milhões de dólares para a Naspers), é que eu me dei conta…

Ver o post original 1.029 mais palavras

Efeitos do bullying na infância persistem até a vida adulta, revela Estudo

Bullying, da Infância à Vida Adulta.

Viva Melhor Online

Que o bullying em crianças representa um problema para escolas, pais e governos já é um fato conhecido. Um novo estudo, porém, mostra que o alcance pode ser ainda maior, afetando o psicológico das vítimas até a idade adulta. Dificuldade em manter um emprego fixo, desenvolver relacionamentos sociais e até ser atingido por graves doenças estariam entre os efeitos do bullying levados para a vida toda. A pesquisa recém-publicada no Psychological Science procura estimar os resultados dessa intimidação nas vidas dos jovens depois da escola.

bullying

O risco de problemas relacionados à saúde, renda e capacidade social são multiplicados pela exposição ao bullying, revela o estudo, que analisa diversos fatores além daqueles relacionados à educação – e estima seus efeitos no futuro das crianças. Uma equipe de psicólogos da Universidade de Warwick e do Centro de Saúde da Universidade Duke investigaram o impacto dessa pressão sobre as vítimas, os agressores e aqueles que se enquadram em ambas…

Ver o post original 120 mais palavras

O QUE VOCÊ QUER SER QUANDO CRESCER?

obomdeviver.wordpress.com

Blog do Instituto

Você tem sonhado com o quê? Quais os seus planos para chegar lá? Quais os seus Valores? Quem é o Responsável pelo seu Destino?

Constantemente buscamos estas respostas, o problema é que quase sempre nos colocamos como crianças indefesas, transferindo ao mundo a responsabilidade por nossas conquistas ou pela inercia de nossas vidas.

A busca pelo sucesso e as respostas para nosso futuro são tão incertas quanto nossas metas para chegar lá. Saber estas respostas é só o começo para uma vida de sucesso. Eu convido você a dar o primeiro passo.

Deivison Pedroza, em seus textos e vídeos, ajuda você a encontrar estas repostas através do resumo de uma história que ainda não acabou. De uma criança ” pobre” que começou do zero, que foi conquistando seu espaço aos poucos. EXPERIMENTANDO, FAZENDO, APRENDENDO. A história de um empreendedor de sucesso que tem conquistando seus próprios sonhos, desenhando seus próprios…

Ver o post original 172 mais palavras

Como se Tornar Um Líder?

5 Atitudescoaching que o jovem líder deve ter

Segundo pesquisas, aproximadamente 20% dos líderes nas empresas pertencem à geração Y e são formados por jovens com elevada qualificação acadêmica. Isso certamente aumenta a expectativa de ascensão, principalmente quando o jovem encontra nas empresas profissionais com qualificação acadêmica inferior.

Contudo, isso também traz efeitos negativos, pois a ascensão a postos de liderança não é composta apenas por conhecimento acadêmico, mas também por conhecimento tácito, adquirido com a experiência funcional.

A falta desse conhecimento tácito em liderança faz com que o jovem líder seja visto como “sem tato” por sua equipe, por isso é indispensável, para todo jovem que pretende ser um bom líder, desenvolver 5 atitudes:

SER FLEXÍVEL – Adaptando sua comunicação a cada público e buscando constantemente um forte entendimento das ferramentas de conexões e das novas tecnologias, usando sua capacidade analítica e conceitual como principal instrumento de adaptação.

CONSTRUIR RELACIONAMENTOS – Garantindo os recursos e ambiente que estimulem a participação de todos em sua equipe. Promovendo a distribuição de atividades de forma desafiadora, buscando o desenvolvimento individual da equipe, sem comprometer os objetivos e resultados.

VALORIZAR A ESTRATÉGIA – Pensando além do momento presente, analisando cenários internos e externos e percebendo tendências que podem ter impacto nas atividades. Aceitando a interferência em suas decisões e objetivos pessoais. Questionando, testando suposições e discutindo as questões abertamente.

PRIORIZAR A INOVAÇÃO – Buscando melhorias através das pessoas, transformando e alinhando os processos em uma desafiadora direção. Considerando sempre a inovação e a mudança, como uma oportunidade de promover o desenvolvimento e a motivação da equipe.

TER ATITUDE – Identificando e lidando com assuntos de forma proativa e persistente, desenvolvendo e executando planos para atingir objetivos organizacionais, definindo prioridades claras, adquirindo, organizando e alavancando recursos disponíveis para atingir resultados sustentáveis com qualidade.

Certamente o tempo trará um novo equilíbrio, na medida que esta geração alcançar posições mais consolidadas, onde possam demostrar maior maturidade e experiência.

Contudo, esse cenário ainda irá pressionar os jovens líderes a uma constante adaptação, pois eles precisam aprender a lidar com os relacionamentos interpessoais usando “ferramentas analógicas”, como as conversas do tipo “olho–no-olho” e não apenas através dos instrumentos virtuais que ele domina com facilidade.

Tags: Liderança , Treinamento

César Souza é um dos mais respeitados consultores sobre estratégia, gestão e liderança. Escritor e palestrante, preside o Grupo Empreenda. Dentre seus best-sellers acaba de lançar o livro “A NeoEmpresa”.
http://grupoempreenda.com.br/cesar-souza

Alfredo Duarte escreve sobre Negociação e Vendas, sua especialidade. Consultor, escritor e palestrante associado da Empreenda, é professor no MBA Madia Marketing School.
http://grupoempreenda.com.br/alfredo-duarte

Eduardo Najjar expert brasileiro emFamily Business. Consultor e palestrante associado da Empreenda, coordenador do GrandTour Family Business Internacional. É professor na ESPM.

http://grupoempreenda.com.br/eduardo-najjar Isaac Edington escreve sobre Sustentabilidade empresarial. Consultor associado da Empreenda, é presidente do Instituto EcoD e publisher do portal Ecodesenvolvimento.

http://grupoempreenda.com.br/isaac-edington Robson Henriques é Nexialista, Historiador de Ideias e Especialista em Criatividade Combinatorial. Consultor Associado da Empreenda, lecionou no Istituto Europeo Di Design.

http://grupoempreenda.com.br/robson-henriques Airton Carlini escreve sobre Change Management, sua especialidade. Consultor, escritor e palestrante associado da Empreenda. É coaching certificado pelo Instituto ISOR

http://grupoempreenda.com.br/airton-carlini
Tadeu Pagliuso expert em Modelos de Gestão e Processos voltados a Excelência Empresarial. Consultor associado da Empreenda, atuou como superintendente da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).
http://grupoempreenda.com.br/tadeu-pagliuso

Milton Camargo sócio diretor do Grupo Empreenda e coordenador do Blog do Management.

http://grupoempreenda.com.br/milton-camargo As + em Blogsindex 24 horas 7 dias 30 dias
© Editora Abril – Todos os direitos reservados

Uma Foto 5 Artes (Memory13blog)

Sentimento de Culpa. Como trabalhar isto?

coracãoA história de  Louise Hay

“Estrupada aos 5a de idade continuou sofrendo abuso sexual até a adolescência. Apesar das tentativas frustradas da mãe de dá-la em adocão conseguiu fugir de casa. Ainda na adolescência se tornou mãe.

Foi garconete, manequim, casou-se duas vezes, divorciou e se tornou conselheira religiosa, estudando na Maharishís international University, em iowa,  comecou a trabalhar como guia de meditacão transcendental. Tornou-se ministra desenvolvendo seu próprio trabalho, editando o livro Cure  o seu corpo, cujo conteúdo trata das questões metafísicas das doencas corporais. Ao descobrir que estava com câncer utilizou suas técnicas para ajudá-la no tratamento. Aos 70a é escritora mundialmente conhecida.

A essência do ensinamento de Hay é o amor que cada um deve ter por si mesmo e a dissipacão da culpa, processo que, segundo ela torna o indivíduo mentalmente livre e fisicamente saudável.

Como na terapia cognitiva Hay vê no pensamento toda a potencialidade de mudanca do indivíduo. Romper com pensamentos inassertivos, crencas limitadoras vencer o medo e a culpa constroem comportamentos e acões saudáveis.

A raíz das doencas está ligada aos sentimentos de mágoa, raiva, ressentimento, revolta, ira, inveja, quando o indivíduo perdoa é o comeco da cura. Perdoar muitas vezes a si mesmo e ao outro, mesmo quando esse dito “outro” não pede o perdão. O “outro” muitas vezes não percebe que causou algo por isso o perdão faz parte do agente que perdoa, e não o contrário do que se espera, que o outro peca perdão. Perdoar para se “curar” . Sr. perdoe, eles não sabem o que fazem, parafraseando Jesus na sua crucificacão.

O que pensamos de nós mesmos? O que nos adoece?

Mudar os pensamentos, deixar para trás o que não faz sentido, ficar com o que realmente importa. Crencas fazem parte da moral ou de aprendizagens podem serem reorganizadas,refutadas portanto ser ético consigo mesmo. A febre é somente um sintoma que nos leva a buscar conhecer qual é a doenca, assim sendo a situacão é somente o detonador de algo que estava latente dentro do indivíduo. Desencadeada a situacão emerge o problema, mas ele já estava instalado, quieto ou atormentando, espiando o momento para (re) surgir.

Praticar o amor próprio de maneira verdadeira e sentir-se merecedor de uma vida plena, feliz e próspera. Trabalhar a auto confiança, auto estima lembrando que as pessoas são somente companheiras, ser feliz independe do outro, aprender a ser só. Companheiro de si mesmo.

Focar os fatos positivos mudando o olhar diante de si mesmo e da situacão. “Um ponto de vista é somente a vista de um ponto”, ser flexível, proativo, ao se deparar com o problema evitar ser reativo. O indivíduo proativo ocupa a posicão de agente da acão, deixa o papel de vítima e busca solucões, percebe que focar no problema alimenta sentimentos negativos, adoece o corpo e a mente. Usar uma linguagem positiva, pensamentos positivos para se sentirem motivados.

Praticar a gratidão. O que posso fazer com o que vida me traz? Fazemos escolhas a cada momento, a vida é o resultado dessas escolhas portanto ela nos devolve o que oferecemos a ela. Trabalhar a culpa como sinalizadora para o crescimento pessoal, usar o sentimento de culpa somente para refletir um comportamento e deixá-la para trás aceitando as limitacões e imperfeicões que cada um de nós carregamos, praticar a humildade.

Em seus livros e palestras Louise Hay insiste na premissa: “Pare de se criticar!” O amor é o caminho para a cura já dizia Freud.

Por que Preocupamos Tanto Com o “Outro”?

” Äs vezes é preciso tomar decisões rápidas, decisões de vida ou morte. O prisioneiro preferia deixar que o destino escolhas por ele…. Quem visse nossos rostos durante a viagem de Auschwitz até um campo de concentracão da Bavária, olhando,          pelas barras da janelinha do vagão de prisioneiros, as montanhas de Salzburgo com seus picos brilhando ao pôr do sol,        nunca acreditaria que aqueles eram os rostos de homens sem qualquer esperanca de vida e liberdade. Apesar desse fator ou talvez por causa dele -, éramos arrebatados pela beleza da natureza que não desfrutávamos há muito tempo”. V. Frankl

SONHO

Viktor Frankl, foi prisioneiro no campo de concentracão de Auschwitz, psicólogo, criador da logoterapia, “busca de sentido”.

Chegou em Auschwitz levando consigo um manuscrito científico que com certeza era o pertence que mais prezava e que lhe foi tomado como todo o resto. O pensamento era seu mais precioso bem a partir daquele momento.

A busca do sentido para Frankl é a solucão para resolver as neuroses. Saber o que somos e o que seremos é a chave para a solucão das neuroses e do equilíbrio mental. Uma visão humanista do aspecto psicológico, já que acreditava na premissa,”Quem tem uma razão para viver é capaz de suportar praticamente qualquer coisa”, frase de Nietzsche e repetida várias vezes por ele.

O sentido da vida é em primeira instância a busca de uma realizacão; é uma construção, portanto “o sofrimento pode ser visto não como um sintoma de neurose, mas como uma conquista humana”.”

“Enquanto a psicanálise freudiana requer introspeccão e autocrítica ( “princípio de prazer”) e Adler prega ( “desejo de poder”), a logoterapia tenta criar um distanciamento para que a pessoa veja sua vida de uma perspectiva mais ampla o “desejo de significado”.

Mas se ainda não identificamos o que podemos vir a ser? Frankl observa que o indivíduo moderno tem de lidar com uma liberdade quase excessiva. Não vivemos de acordo com nossos instintos nem tampouco a tradicão nos seve de guia. Nesse vácuo existencial, a busca de sentido frustrada é compensada pela necessidade de dinheiro, sexo, de diversão e até de violência.”

De acordo com a logoterapia a tríade para o sentido da vida está em:

– Criar um trabalho ou realizar uma facanha.

– Experimentar algo ou encontrar alguém (amor).

– A atitude que assumimos para evitar o sofrimento.

Ao conhecer a história e experiência de V. Frankl com a miséria humana no campo de concentracão torna se um fato a capacidade do ser humano de surpreender e ir além mesmo quando pensa que não pode mais. A busca do sentido está diretamente ligada a um encontro do indivíduo com ele mesmo, com a coerência de atitudes.

O amor, autenticidade, responsabilidade, paciência e coragem são atitudes em prol da realizacão do sentido da vida. Sabe se que muitas vezes Frankl se pegava imaginando encontrando com a esposa, ministrando palestras, redigindo novos artigos enquanto outros se jogavam nas cercas elétricas.

O pensamento e a liberdade de escolha torna o indíviduo livre dos grilhões dos pré e ou determinismos pois as situacões são meros fatos, que servem de pano de fundo para cada indivíduo construir sua história. O sofrimento, alegria, frustacão, realizacão são atitudes diante dos fatos independentes de quais forem.

Fonte: 50 Clássicos inspiradores para transformar sua vida, Tom Butler-BowdonPreocupamos

Sonhos.Qual o Papel dos Sonhos?

            Bem antes da psicologia surgir,  Platão
 sonhos2
 já compactuava com Freud e outros quanto o papel dos sonhos como fonte de realizacão de desejos..…”revolvem-se nos sonhos, quando a parte mais gentil da alma adormece e cessa o controle da razão; então, a besta feroz que habita dentro de nós, pletórica de carne ou bebida, agita-se e abala o sono, indo, vigilante, em busca do que possa satisfazer seus próprios instintos. Como sabeis, afugentará todo o pudor e prudência, nada podendo detê-la. Na fantasia, não recuará ante a cópula com uma mãe ou seja quem for, homem, deus ou fera, ou o alimento proibido, ou um ato sanguinário. Numa palavra percorrerá qualquer extensão de despudor e loucura
A República de Platão.
Edição da Oxford University, New York, 1945
%d blogueiros gostam disto: