O Bom de Viver.com.br

Início » 2013 » setembro

Arquivo mensal: setembro 2013

Quando todos rejeitam você, por Jackson Rangel Vieira

Espiritualidade. Se eu Quizer Contar Com Deus?

DIÁRIO DE UM JORNALISTA

Momentos em que a solidão não se torna opção. Todos ao seu redor não olham mais você. Sua presença é invísivel. Agora, em situação assim, é só entre ti e Deus. Mas, Deus também é invisível. Só é possível vê-Lo, senti-Lo, pelos olhos da fé.

Essa fase de extrema indiferência das pessoas, mesmas aquelas que você considerava amá-lo incondicionalmente, remete-lhe a sentimentos conflituosos, em busca de explicações racionais. Ao não encontrar lógica, então você se esbarra com a esperança.

Sentir Deus é melhor do que saber da sua existência. Logo, sua condição de infeliz abandono se assenta nos braços da consolação do único e suficiente Remidor de todas miseráveis emoções agudas de dor na alma. A rejeição, a ingraditão, a desonra, enfim, o vaso fissurado será restaurado.

Seu querer, seu crer vai livrá-lo dessa depressão, da invisivibilidade. De imediato, a companhia de três pessoas indescritíveis farão sentido o seu existir: Deus Pai, Deus…

Ver o post original 47 mais palavras

Estratégia para se ter uma lista de espera do produto da sua startup

Coaching-Como Desenvolver suas Potencialidades

Blog Ronaldo Bahia

Uma das coisas mais difíceis na vida de uma startup é conseguir atrair a atenção do público para seu produto/serviço.

Recentemente eu li um artigo muito bom do caso do Mint.com que conta como eles conseguiram ter uma lista de 20.000 pessoas esperando pelo lançamento do serviço.

É um número impressionante!

Ter 20.000 pessoas validadas (ou seja, seu público alvo) não é qualquer startup que consegue. Mas aqui vão as dicas em português que do que eles fizeram:

1 – Defina seu público

Quais as pessoas que você busca? Pessoas de RH, de finanças, estudantes universitários, aposentados…

Ter esse perfil bem definido é primordial para estabelecer uma estratégia de como trazê-los para seu produto ou serviço.

2 – Descubra onde está esse público

Quais sites, blogs, lugares, eventos frequentam essas pessoas? Veja o conteúdo que os usuários gostam, se relacione com os blogueiros e vá nestes eventos.

3 – Aquisição…

Ver o post original 178 mais palavras

Como Melhorar Sua Qualidade de Vida. Dicas.

Dicas para Combater o Estresse    Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

1506-BemEstar-Estresse

São vários os momentos em que nos vemos obrigados a enfrentar situações estressantes e que mexem com os nossos sentimentos. Consultamos especialistas que ensinam técnicas para relaxar e extravasar as tensões. Estamos falando de estratégias que você pode desenvolver em casa, depois de um dia intenso de trabalho, e que não exigem prática nem habilidade. Entre os truques, certamente descobrirá qual é o que funciona melhor – e mais rápido – para você. Confira:

Lave o corpo e a alma

Tomar um bom banho pode ser uma oportunidade para limpar não só as impurezas, como também para apaziguar os pensamentos. Basta separar algumas ervas para usar na banheira ou no chuveiro. Se optar pela banheira, ferva um litro de água à parte, desligue o fogo, acrescente as ervas e tampe a panela por pelo menos 15 minutos. Depois, é só coar e despejar na banheira. “Para o chuveiro, coloque as ervas em um saco feito de tule, que possa ser amarrado na base do chuveiro”, ensina a massoterapeuta Ana Aono. Camomila, melissa e arruda são excelentes opções para acalmar.

Extravase as emoções

Depois de um dia difícil, não sinta vergonha de chorar como uma criancinha ou de gritar feito um maluco. “Chorar e gritar são formas saudáveis de colocar o estresse e a frustração para fora. Uma vez contidos, esses sentimentos podem se traduzir em diversos sintomas físicos, como dores musculares, insônia, problemas digestórios, alergias na pele, entre outros”, alerta a psicóloga Olga Inês Tessari.

Coloque sua agressividade pra fora

“Desde os tempos pré-históricos, a cada sinal de perigo o corpo se prepara para fugir ou correr, liberando adrenalina e noradrenalina na corrente sanguínea, o que nos deixa acelerados. No entanto, se o seu chefe lhe comunica que você foi despedido, você nem vai sair correndo nem vai agredi-lo. Daí, toda a carga adrenérgica que foi produzida acabará intoxicando seu corpo, se não houver uma válvula de escape”, explica o educador físico Estélio Dantas, professor da UFRJ. Uma boa maneira de se livrar dessa tensão acumulada épraticar esportes de alta intensidade, como boxe e musculação, com cargas que exijam esforço maior.

Experimente florais

gotinhas especialmente desenvolvidas para situações de emergência que ajudam a baixar a ansiedade e a controlar o estresse na hora. “Os florais atuam por padrão vibratório, isto é, cada um deles tem uma frequência de onda que, por sua vez, interage com as nossas ondas cerebrais, trazendo diferentes tipos de benefícios”, explica a terapeuta floral com formação em psicologia Luciane Gerodetti, da Essências Florais Brasil.

Invista na respiração

É a professora de ioga Márcia de Luca quem ensina uma forma de equilibrar a mente por meio darespiração. “Sente-se com a coluna ereta e os olhos fechados. Então, com o dedão da mão direita, obstrua a narina direita e inspire pela esquerda. Depois, faça o mesmo movimento ao contrário. Esse é um ciclo de respiração, que acalma a mente e equilibra os dois hemisférios do cérebro”, diz. Para tirar proveito, repita por dez vezes.

Prepare um suco de maracujá turbinado

Segundo a nutricionista Cínthia Perine, a fruta tem mesmo propriedades que ajudam a combater a ansiedade. Portanto, um suco concentrado provavelmente terá efeito calmante sobre o sistema nervoso. “Para ficar ainda melhor, bata a fruta com pouca água e uma folha de couve e adoce com mel. É a combinação perfeita para desestressar”, indica.

Dê uma massagem de presente a si mesmo

Você não precisa conhecer nenhuma técnica para começar a massagear o corpo em busca do relaxamento. Escolha um lugar silencioso, sente-se confortavelmente e, então, tente identificar quais são os pontos que estão sobrecarregados. Daí, bastará apertá-los com as mãos, por segundos, para soltá-los em seguida. “Em geral, ombros, pescoço e costas são regiões que acumulam bastante tensão”, ensina a massoterapeuta Sílvia Mussolini.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site:  http://revistavivasaude.uol.com.br

5 mitos sobre o Estresse

Lidando Melhor com o STRESS

Viva Melhor Online

Morar no último andar de um prédio garante uma bela vista. Por outro lado, implica longas viagens de elevador ou de escada. Em outras palavras, dependendo de como se encara a situação, a cobertura vira um sonho ou um aborrecimento. “Com o estresse, ocorre algo semelhante: o fato em si importa menos do que a maneira como é assimilado”, avalia a psicóloga Valquíria Trícoli, vice-presidente da Associação Brasileira de Stress.

estresse-dor-cabeca-650x350

 

A confusão, entretanto, começa na hora de decidir o que fazer para lidar com o nervosismo. Certas práticas que aparentemente esfriam a cabeça podem, na verdade, acabar esquentando os ânimos. “Estamos mais preparados para gerenciar o estresse. Só que, por falta de informação, as pessoas cometem erros que as prejudicam ainda mais”, reforça o psicólogo Esdras Vasconcellos, da Universidade de São Paulo. Chega o momento de introduzir as atitudes que causam uma tempestade na massa cinzenta e as correções…

Ver o post original 961 mais palavras

D’ecada Mundial do Transito

A Semana Nacional de Trânsito 2013 começa oficialmente no dia 18 e segue até o dia 23 de setembro. O tema é: “Álcool, outras drogas e a segurança no trânsito: efeitos, responsabilidades e escolhas” e faz parte da Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito, estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

semananacionaltransito2013

A resolução, que proclamou o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito” foi elaborada com base em estudos da Organização Mundial de Saúde que estimou, em 2009, cerca de 1,3 milhões de mortes por acidente de trânsito em 178 países. Recomenda aos países membro a elaboração de um plano diretor para guiar as ações nessa área no decênio, tendo como meta de estabilizar e reduzir em até 50% os acidentes de trânsito em todo o mundo.

O tema também discutirá a responsabilidade de cada cidadão no trânsito. A decisão que cabe a cada indivíduo em assumir o risco de dirigir alcoolizado, de falar ao celular enquanto guia ou de transitar segurando com uma única mão o volante. A Semana Nacional de Trânsito – prevista no artigo 326 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – terá a missão de fazer o cidadão refletir sobre sua responsabilidade enquanto cidadão e integrante do sistema viário.

Atualmente, cerca de dois milhões de pessoas morrem por ano vítimas da violência no trânsito, e o número de feridos é ainda mais alarmante. Apesar de os esforços dos órgãos de trânsito, a ocorrência de acidentes cresce a cada ano. É sabido que um dos fatores, atualmente, causadores de acidentes é o consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas, mesmo com o enrijecimento da lei seca, que impõe ao condutor sob efeito de álcool multa de R$ 1.915.

O Denatran lembra que a manutenção do veículo é de fundamental importância para que se tenha segurança no trânsito. De nada adiante ser um bom motorista, se o veículo não atende às solicitações exigidas em cada situação. Assim, mantê-lo em boas condições de tráfego é um fator importante para a prevenção de acidentes.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://portaldotransito.com.br/

Fonte:vivamelhoronline

Superacão .Como lidar com a dor?

                                                                  Superar é enfrentar, lidar com a dor, renascer.pessoas juntas

Reinventar ou criar novos olhares, é voltar o olhar para a saída, para o criativo que há em nós.

Focar a  solucão nunca o problema. Dor como construcão de novas perspectivas, mesmo que sejam velhos problemas.

“as vezes o cristal se quebra e a máscara cai.

O trágico se torna iminente, esse é o momento de lidar com a dor”.

Ao lidar com a dor criar um sentido para a vida. Viver somente viver, é muitas vezes uma não vida.

Vida é interacão, troca, busca, luta, responsabilidade, envololvimento e crescimento. Ir em busca de algo que faca pulsar o corpo, a mente e o espírito.

É motivar, encantar, ser útil, perdoar para remontar e reconstruir.

Amor sentimento que cura a dor. Amor por si e pelo caminhar.

Se ocupar da vida apostando nas escolhas. E ao se ocupar delas construir o ser inacabado que somos.

 

Como Melhorar a Memória?

Como você adquire e retém as memórias. Saia da rotina e turbine a memória.

Para mantê-la em forma, amplie o repertório cultural e diversifique as atividades diárias. E não se esqueça: bons hábitos alimentares, relaxantes noites de sono e atividade física colaboram.

Não adianta ler esta reportagem várias vezes para memorizar nossas dicas, mas prestar muita atenção em cada uma delas será essencial. “A boa memória depende de atenção. Se a pessoa está desatenta ou distraída, não fixa bem as informações”, explica a neuropsicóloga e professora da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) Cláudia Memória. Considerando que esta é uma leitura importante para sua saúde faça uma reflexão crítica sobre o que vir desta página em diante. “A leitura nos dá agilidade mental, aumenta nosso vocabulário e facilita a capacidade de associar ideias”, a especialista ressalta. E se você tiver um marcador de texto ao seu lado, abuse dele. Se amarelo, melhor ainda, pois essa cor proporciona maior retenção que as outras.

Ler não somente desperta a visão, mas pode estimular outros sentidos. Um autor que escreve que certa personagem “sentiu o aroma de um bolo saboroso” faz que seu leitor resgate aromas de bolos saborosos em sua memória. Segundo o biólogo Douglas Engelke, do Laboratório de Neurobiologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp, quanto mais diverso for o repertório de uma pessoa (literário, musical, cinematográfico etc.), melhor funcionará sua memória. Então, a grande dica é: não importa o tipo de leitura, se literária ou informativa, devore tudo o que vier pela frente.

Os efeitos do tempo
memoriaA redução do número de sinapses (as conexões entre os neurônios), o decréscimo na produção de neurotransmissores e os declínios do metabolismo são problemas naturais que acompanham o envelhecimento e, por consequência, nossas memórias – ou a capacidade de criá-las. Essas alterações se refletem na resolução de novos problemas e na velocidade com que processamos informações. “A capacidade de aprendizado se mantém ao longo da vida, porém é necessário um tempo maior de exposição ao conteúdo para sua aquisição”, diz Cláudia.

O biólogo Ilton da Silva, do Laboratório de Neurociências e Comportamento do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (USP) explica que manter uma constante atividade intelectual pode minimizar a perda de neurônios. Pessoas que tiveram uma atividade intensa do cérebro durante a vida protegem o órgão dessas perdas e têm menor suscetibilidade a doenças como a de Alzheimer. “Estudos mostram que há nascimento de neurônios todos os dias e que, além daquelas atividades intelectuais, eles podem ser estimulados por meio de atividades físicas. Quanto mais você fizer pelo seu cérebro, menos sofrerá quando a idade avançada chegar”, sugere ele.

Mente sem estresse
Um novo aprendizado demanda o envolvimento de diversas vias neuronais. E, às vezes, trabalhamos nossa mente à exaustão (excesso de metabolismo) para “criar um arquivo”, fazendo que uma atividade que poderia ser prazerosa se torne chata. O estresse é inimigo da memória, pois com ele vem de brinde o hormônio cortisol. “No hipocampo, há um grande número de receptores para o cortisol, o que faz que a memória fique prejudicada quando há excesso dele”, explica a neuropsicóloga. Para ela, memorizar nada mais é do que associar treino e disciplina. “Um bom memorizador é um bom estrategista”, pontua.

Alimentação e exercícios físicos também são importantes para manter a memória em boa forma. No cardápio, inclua alimentos ricos em flavonoides (presentes nas frutas vermelhas), ômega-3 (peixes, castanhas), vitaminas do complexo B (carnes vermelhas, aves, grãos integrais, leite) e colina (ovos) – este último nutriente é precursor do neurotransmissor acetilcolina, que é envolvido no processo de memorização. Os exercícios físicos aumentam a oxigenação cerebral e promovem a liberação de substâncias favoráveis ao aprendizado. O biólogo Engelke salienta que, além da liberação de dopamina – neurotransmissor que favorece a consolidação das memórias -, exercícios físicos trabalham a coordenação motora, propondo desafios para o cérebro. Vale salientar que, depois de um dia intenso de trabalho ou ginástica, descansar é obrigatório. “Dormir é necessário para fortalecer o aprendizado, sobretudo na fase do sono chamada REM (do inglês, Movimentos Rápidos dos Olhos), que consolida a memória de longo prazo”, afirma Claúdia.

Use os cinco sentidos
Sair da rotina é o mesmo que aprimorar seus neurônios. “O mais importante é diversificar as atividades para mobilizar diferentes áreas do cérebro. As portas de entrada das informações que nos cercam são os sentidos”, diz a neuropsicóloga Claudia. Ela alerta para o fato de que a visão e a audição são supervalorizadas na nossa cultura e que, portanto, acabamos esquecendo o tato, o olfato ou o paladar na hora de reforçar a aquisição de uma informação.

Aprender a tocar um instrumento musical; estudar uma língua estrangeira; jogar videogame; fazer sudoku; buscar novas rotas para o trabalho; matricular-se em aulas de dança. Há um sem-número de atividades à sua disposição, contanto que não sejam realizadas como sendo mais algumas entre as tarefas maçantes do cotidiano. “É complicado dizer a uma pessoa que, para turbinar sua memória, ela tenha de, obrigatoriamente, fazer palavras-cruzadas no período da manhã. Simplesmente, pode não ser interessante para ela”, pondera o biólogo Silva. “Todas essas atividades são importantes quando elas dão prazer. Aí, sim, serão benéficas para o cérebro”.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Como você adquire e retém as memórias

AQUISIÇÃO cerebro 1
O lobo frontal é responsável pela memória de curto prazo. Caso a informação seja relevante (ou repetida diversas vezes), esse conhecimento será registrado no lobo temporal – especificamente, em uma região chamada hipocampo. E, já que são áreas do cérebro distintas, é o que explica o porquê de uma pessoa com doença de Alzheimer não recordar a data atual, mas ser hábil para tocar um instrumento musical.

ARMAZENAMENTO
cerebro 2As memórias estão subdivididas em: declarativa (o saber que) e implícita (o saber como). A primeira, ligada ao lobo temporal, tem a ver com registrar nomes, o local onde se deixou um objeto etc. Já a segunda relaciona-se a habilidades, hábitos e outros tipos de aprendizagem (tocar um instrumento, pintar, falar uma língua estrangeira).

Há nascimento de neurônios todos os dias. Além das atividades intelectuais, eles podem ser estimulados por meio de atividades físicas

Não confunda
– É possível que a desatenção (ou a não concentração) seja confundida com falta de memória. Há testes capazes de fazer essa distinção, que são realizados por um especialista. Ele indicará a melhor forma de contornar o problema.
– Deu branco? O esquecimento tem papel fundamental no processo de aprendizado, pois serve para não atrapalhar a aquisição de novas informações. “Lapso de memória não é problema de memória”, ressalta Cláudia Memória.
– Ausência de memória pode ser falta de estratégias eficazes. Lance mão de alarmes, agendas e blocos de anotações (aqueles coloridos e autoadesivos são ótimos para sair colando por aí)… Mude o anel de dedo ou troque o relógio de braço para sinalizar pendências. E altere seu discurso: em vez de dizer “eu não posso me esquecer”, prefira “o que eu preciso fazer para me lembrar de…”.

Dormir favorece o aprendizado, sobretudo na fase do sono chamada REM (Movimentos Rápidos dos Olhos), que consolida a memória de longo prazo

  Revista Viva Saude 14 set 2013)

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Benefícios Emocionais/ Psíquicos/ Físicos

 

A meditação certa para você

Se acha difícil ou sem graça meditar, talvez não tenha encontrado uma técnica que combina com você. Conheça três opções para relaxar de verdade.

meditação

Foto: Stockphoto

Zazen: é a prática mais conhecida. “Sentada em silêncio, a ideia é deixar os pensamentos fluírem até desaparecem”, explica Álcio Braz, instrutor de meditação do Espaço Nirvana, no Rio de Janeiro. A posição confortável (geralmente de lótus) e a respiração controlada são fundamentais para conseguir pensar em nada.

Leia também:
– Meditação: cientistas identificam funções cerebrais que aliviam a ansiedade
– Yoga como caminho para a Meditação

Kundalini: dinâmica, pode ser feita caminhando e até dançando. Um instrutor guia os pensamentos e a respiração em cada estágio da meditação. “O objetivo é desbloquear o fluxo energético do corpo e acalmar a mente e as emoções”, fala o instrutor de meditação Akalmuret Singh, de Curitiba. Os adeptos dizem que a prática desperta a energia sexual.

Transcendental: também é feita sentada, de olhos fechados. “A técnica leva a um repouso mais profundo do que o sono”, comenta o instrutor Klebér Tani, também do Espaço Nirvana. O objetivo é alcançar um novo estado de consciência, a iluminação, segundo o criador da técnica, o lendário guru indiano Maharishi Mahesh Yogi.

Por Débora Nunes

Fonte: Boa Forma

POR ESPAÇO KAIZEN 16/09/2013

 

Como Criar Hábitos de Leitura?

Como Criar Hábitos de Leitura?.

O Cérebro potencializa o amor- Saiba Como.

1003116_272629786209019_1342252560_n

Os motivos pelos quais levam a morte do homem são vários mas se analisarmos são os próprios humanos que mais causam a morte. Somos vítimas e protagonistas nessa causa mortis. Somos causadores muitas vezes da nossa própria morte.

Quando atentamos contra o outro por negligência no trânsito, nas guerras, na violência, nas agressões psicológicas e físicas, na vida estressante, na falta do amor, compaixão e respeito ao próximo.

Mas como seria o homem causador de sua própria morte? Suicidas em potencial? Evidente que o homem não deseja se matar, condutas de vida nos leva a morte em vida ou mesmo dificuldades emocionais nos dificultam ter um olhar sadio da vida, dificuldade de mudar hábitos e posturas, falta de informação, no remetem a morte .

A vida média do homem aumentou, a neurociência conjuntamente com  os estudos científicos criaram possibilidades de tratamentos para doenças , os recursos materiais aumentaram mas a parte afetiva do homem ainda funciona como dos seus ancestrais. Somos seres sedentos de amor.

Hoje temos a possibilidade de viver mais e melhor, podemos ser velhos criativos, dinâmicos, sadios, alegres, atuantes, com amor no coração pronto para receber e doar afeto. A ideia de velhos rabugentos, doentes, ultrapassados, é coisa do passado diante das novas perspectivas do mundo. Não depende do material em si mas de posicionamento e determinação de como viver a vida.

Mário Quintana, poeta, no fim de sua vida questionou o amor nos versos assim descrito,”E esse amor imenso que tenho dentro de mim, para quem vai ficar?

É muito complexo quando pensamos no amor, dar amor no meio de tantas reservas e distanciamento, na nossa cultura atual passou a ser algo indecifrável. As variáveis são tantas que nos perdemos em meio as elocubrações de como agir para oferecer amor. Medo, insegurança e egocêntrismo distancia as relações afetivas na atualide.

Vamos acumulando mágoas, ressentimentos, pois na tentativa de amar, de agradar o outro, somos muitas vezes mal interpretados e taxados como simplórios, bobos, intrometidos, bajuladores e interesseiros, aproveitadores.

Queremos agradar e não agradamos, é como “pisar em ovos”,deixamos de lado o que é realmente importa para sermos felizes e plenos. E, ao viver repetidamente essas situações nos encolhemos, enclausuramos, desconfiados fechamos e aprisionamos o amor nos nosso corações.

Somos cheios de verdades absolutas necessidade de controlar, inpingimos no outro os nossos desejos e visão do mundo que cremos, é como se ao relacionar precisamos checar cada um dos ítens de nosso currículo para gostarmos do outro, é fundamental que ele preencha os  dados determinados.Temos dificuldade de mantermos uma relação amorosa fácil com os nossos semelhantes, principalmente quando se trata de namoro ou casamento.

Quando há paixão tudo se torna mais fácil. Precisamos ter paixão, amor para poder sonhar e nos  sentirmos motivados. Acreditarmos no outro ou pelo menos dar um crédito de confiança a priori.

O cérebro tem função importantíssima na promoção do amor ao exercitá-lo, pesquisas indicam que amamos com o cérebro e algumas correntes acreditam que o coração também tem um cérebro independente.

A paixão pelo trabalho lidera o ranking das satisfações pessoais porque atua nas atividades cerebrais. Pra ativar o cérebro nada melhor que a paixão pelo trabalho,atividade científica e amorosa. Ao diminuir as atividades cerebrais há um esvaziamento em parte deste orgão tido com alojador de sentimentos.

Ao tirarmos um sentimento de afeição de uma pessoa afetamos diretamente o cérebro e abrimos portas para uma decadência, para um fracasso em todos os níveis da vida do ser humano.

Amor e amar verbo transitivo para preencher a vida.

%d blogueiros gostam disto: