O Bom de Viver.com.br

Início » Auto conhecimento » Copa De Todas As Copas- Brasileiros e Governo Podem Cantar o Hino?

Copa De Todas As Copas- Brasileiros e Governo Podem Cantar o Hino?

Agende Seu Horario

julho 2014
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Bandeira-do-Brasil--269751_293990p

A vida é um jogo, para uns o jogo do mal para outros o jogo do bem. Mas jogo é para estrategistas, observadores, lutadores, para fortes, humildes, disciplinados e para quem tem metas a cumprir. Para lutar com braço forte.

O livro, A Arte da Guerra onde tantos se espelharam para vencer batalhas resume toda sua história em três regras: conheça si mesmo, conheça seu inimigo, crie estratégias.

Para que isso aconteça precisamos ter conhecimento, pensamento crítico, honradez, qualidade no comportamento, escolhas assertivas, equilíbrio emocional, abrir mão de ilusões e viver a realidade.

Saber lidar com a tristeza e a perda como com a alegria e o sucesso. Um povo alegre demais se perde em meio ao caos, a purpurinas e festejos. Se torna indolente, fraco e arruma jeitinho para evitar a dor. É um povo imaturo.

O povo brasileiro carece de honrar a si próprio . O Brasil não pode ser samba , futebol, bunda, e o velho refrão ” no final dá tudo certo”.

Uma grande nação é construída, alicerçada por um povo que pensa, que luta, que tem brio e se envergonha diante da derrota por falta de desempenho, dedicação e infantilidade .

A fragilidade da seleção brasileira diante da perda de um companheiro, o povo usando máscaras e chorando por um jogador que saiu do time ( como se os outros times também não perdessem jogadores), um time é feito de uma equipe, um técnico instável, temperamental nas suas decisões, um governo que precisa de contratar estrangeiros para desenvolver um projeto de uma copa realizada dentro do próprio país, mostra que a falta de competência e amor a pátria tem raízes muito mais profundas, isto vem contradizer o que ouvimos por muitos, serão os iletrados os responsáveis pela ignorância que assola o país?

imageAs eleições está batendo em nossas portas e ainda ouvimos:” o povo não sabe votar, vamos perder para a bolsa família, vou votar no menos pior. Todo político rouba mesmo”. Povo acomodado, que máscara usamos para irmos as urnas?

Será mesmo que não podemos fazer nada? A conscientização do povo brasileiro pode passar do povo para o povo. Precisamos somente de discursos políticos se pensamos serem eles responsáveis pela nossa atual situação?

Somos gigantes pela própria natureza? Terra adorada . Entre outras mil és tu Brasil. Pátria Amada!?

O nosso governo, o povo brasileiro poderia cantar este hino?

Nossa pátria é gentil por nos oferecer tanto e receber tão pouco.

Um povo heróico ? Um herói se torna herói porque faz o que tem que ser feito  nos momentos que necessitam dele, independente se está preparado ou não. É o que Nietzsche dizia sobre o devir- se lançar no mundo. O que estamos fazendo para tirarmos o país da ditadura da ignorância, da corrupção que estamos vivendo?

Podemos ser um povo proativo mas somos reativos, falação é reação. Precisamos de pessoas que fazem, um povo que é corrente para frente. O que podemos fazer para chegarmos até os menos informados, como podemos fazer nossos próprios discursos para ajudar nosso país votar melhor? Até que ponto realmente de corpo e idéias invertiremos na luta para nosso país vencer?

A lei não pode ser superior ao povo. Ela deve ser respeitada mas jamais poderá subjugar os nossos pensamentos. Todo comportamento é resultado de um pensamento, o que andamos pensando e como estamos atuando?

Precisamos entrar no campo da vida com a cabeça erguida, cantar o hino como patriotas . Amar nossa pátria.

“Grande pátria desimportante, será o seu fim”!?

 

 

brasi

 

 


2 Comentários

  1. Renato Gomes disse:

    A autora joga em seu texto a iminente necessidade de mudança na sociedade Brasileira. É uma boa cutucada em nossas mentes para nos mexermos em busca de um país melhor. Torna-se notório que precisamos evoluir muito para subirmos um degrau rumo à uma “sociedade mais justa”. A grande questão é que divergimos na forma de como fomentar mudanças com eficiência e eficácia. Sempre que se toma uma iniciativa, ela afetará uns positivamente e outros negativamente. Para fazer qualquer empreendimento, em qualquer área, há a necessidade de recursos. Alguém terá que pagar a conta e, estes, criticarão a iniciativa.
    Com todos os problemas e decisões questionáveis, estamos evoluindo. Hoje, entendemos que podemos apertar o passo. A grande questão é como, com que recurso e quem vai apoiar e ajudar. Enquanto isto, temos que levantar a cabeça e cantar o hino… em prol do que já conseguimos e para fortalecer a esperança de termos um Brasil melhor, mais justo e que consegue aconchegar seu povo, em berço esplêndido.

    Curtir

Deixe uma resposta para Renato Gomes Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

CLIK PARA VER OS POSTS

%d blogueiros gostam disto: