O Bom de Viver.com.br

Início » Posts etiquetados como 'corpo e mente'

Arquivo da tag: corpo e mente

Mente Magra- Corpo Magro

Você Sabia? Vamos Descobrir Juntos, Nova Iorque.

Os duendes do WordPress.com prepararam para este blog um resumo de 2014

 

Um comboio do metrô de Nova Iorque transporta 1.200 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 5.000 vezes em 2014. Se fosse um comboio, eram precisas 4 viagens para que toda gente o visitasse.

Clique aqui para ver o relatório completo

A Saúde Através da Cura dos Pensamentos

dalai lama                                                         SABEDORIA- DALAI -LAMA

“Somos criadores de nossa própria felicidade e do nosso sofrimento, pois todas as coisas têm origem na mente.Sendo assim, precisamos assumir a responsabilidade por tudo aquilo de bom ou de ruim que experimentamos.”

Autor:Renuka Singh

Mente & Cérebro . Como Desenvolver Suas Potencialidades?

images

Na antiguidade os filósofos acreditavam que as emocões estavam ligadas a alma, hoje no mundo comtemporanêo tudo acontece a nível cerebral ou seja as emocões estão ligadas no hipotálamo, no sistema límbico do cérebro.Mente e alma ou seja o que é metafísico se manifesta na mente/ alma,parte imaterial.

Mas o que é mente e cérebro? Mente é onde aloja nossas emocões,sentimentos, nossa capacidade de sensibilizar diante da vida. Cerébro é o que aloja nossa caixa craniana onde todas as conexões neurais e estruturas se interligam , é a parte “física”,material.

Acredita se hoje que a mente ou seja a alma seja uma manifestacão do corpo que seria o cérebro.

A neurociência é a ciência que estuda as bases neurais da atividade psicológica, denominda neurociência cognitiva. Com o avanco da neurociência surgiram novos questionamentos científicos com relacão das bases neurais da atividade psicológica e do cérebro.

A evidências de que a interacão entre mente e cérebro seja de mão dupla.Ou seja: a mente pode alterar a própia química do cérebro, como acontece na metidacão.(Revista ,Vida Simples.Outubro 2012/Ed. 123)

Será que todos os nossos comportamentos são determinados pela bioquímica do cérebro? Somo donos dos nossas vidas, temos livre arbítrio? Se somos comandados somente pelo cérebro qual o papel da psicologia e das relacões humanas?

É certo que o hormônio ocitocina, por exemplo, estreita a relacão do corpo e da mente pois age nas emocões, na autoconfianca, na área sexual , parto.A neurociência fornece verdades gerais sobre o funcionamento do cérebro , muitas vezes com ajuda de imagens pois ela comprova que há uma correlacão entre uma emocão e uma substância específica ligada a essa emocão no cérebro, o que mostra uma ligacão entre as as duas variáveis sem contudo ser causa e consequência.

Podemos tomar um medicamento psiquiátrico como antidepressivo, ansiolítico eles aliviam o sintoma, porém não mudam o comportamento.”Ë preciso identificar as causas da depressão ,que em geral não estão apenas em um desequilíbrio químico cerebral mas também em fatores ambientais e no histórico de vida da pessoa”,ilustra Teixeira em Filosofia do Cérebro.Podemos escanear o cérebro de alguém, como os grandes líderes, seria possível explicar suas forcas políticas,religiosas? Poderiam ter características específicas mas com certeza têm suas peculiaridades próprias de suas vivências.

O importante é acabarmos com o preconceito com relacão ao uso de medicamentos e a prática da terapia para melhorarmos nossa saúde e qualidade de vida.

A neurociência é fundamental para o avanco da psiquiatria e psicologia ou seja da ciência,” como sugeriu Vylanour Ramachandran, a heranca platônica que nos vê apenas como uma alma aprisionada no corpo tende a acabar” ,estaria aberto a interface entre a fisiologia e a psicologia.

É importante essas duas ciências caminharem juntas pois ainda a subjetividade acontece a nível de significados, não há como medir sentimentos.

Como Prolongar a Beleza? Papo de Psicóloga

PeixeEsqueça seu RG e responda:

Quantos anos você tem? Como avalia a sua idade?

Hoje as pessoas não são avaliadas pela idade cronológica, o que vale é o vigor físico, mental e emocional o que não vale contar nesse ícone, beleza, o tempo dos anos vividos.

O importante é potencializar toda a energia e se avaliar de dentro para fora e não o contrário.

Integrar corpo e mente, através da meditação, relaxamento, respiração, exercícios físicos, alimentação balanceada e aproveitar o que a medicina tem evoluido para ajudar combater os radicais livres que envelhecem nosso corpo e mente. O poder prolongador e rejuvenecedor da saúde e da beleza doados pelas complexos vitamínicos, anti-oxidantes e cremes rejuvenecedores.

Noites de sonos regulares, desopilar curtindo os amigos, permitindo-se sair da rotina estressante sem culpa.

Dessestressar para manter o equilíbrio, a saúde e a juventude física e mental.Para manter a beleza.

O stress e a beleza estão diretamente ligados, ao estressar-se a pessoa detona seu sistema psicofisioimunoneuroendócrino,afinal, o stress é uma “doença psicofisiológica”que afeta o sistema imunológico abrindo portas para várias doenças. O mal stress (distress) libera toxinas, hormônios como o cortisol e adrenalina, que lançados no corpo produzem conjuntamente radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce e as atividades das células.

O stress está na “cara”, espinhas, rugas e pés de galinhas precoces, gordurinhas, obesidade, dores de cabeça constantes, falha de memória , insônia, gastrite, toda essa variedade de gotinhas de mal stress (distress) é só escutarmos nosso corpo.O corpo grita quando a mente entra em estado de stress.

Cuidar da beleza hoje é questão de saúde para envelhecermos dignamente.

Mas o que me preocupa, é atè que ponto essa busca pela beleza leva o ser humano vivenciar o mal stress, um stress da estètica.O mais grave nessa ditadura da beleza são os distúrbios alimentares como a bulimia e a anorexia que afetam os jovens levando-os até a morte e causando sofrimento para as famílias pois é um processo extremamente doloroso. .

Cleópatra, Sissi a imperatriz são exemplos disso, no campo das artes, literatura e mùsica a beleza também aparece afinal quem não conhece o velho refrão do Vinicius de Morais, em que ele canta:”Desculpe as feias, mas beleza è fundamental.”

Expressar a beleza , como um “enfeitar”-se, cuidar -se.Sedutor sim, porque não!? Mas também como fonte de prazer próprio que respeita o limite de cada um.Enfeitar-se para si primeiro e para o outro depois talvez mudaria o olhar diante dos exageros da escravidão da beleza.

Quando a beleza deixa de ocupar esse papel e passa a ser mais “externa, mais ligada ao corpo físico somente, torna-se também um fator estressor, daí começa o stress em busca da beleza.

È certo que ao cuidar de si, a pessoa trabalha sua sexualidade, auto-estima, saùde mental e física. Em meio à correria do dia a dia, se faz necessário buscar um momento para si mesma.Um momento para olhar para si mesma.

Nesse momento a pessoa è somente ela mesma ; mãe, pai , profissional ficam “congelados”, aguardando essa pessoa, que alì està se fazendo companheira e companhia de si mesma.

Pensando assim retomamos o valor da beleza,o bom stress, retomamos a nossa essência, trabalhamos a beleza física, mental, emocional .

Afinal o que nos faz distanciar do nosso corpo e do nosso “ser” é fazer da beleza e da estética, uma vilã, uma fonte geradora de stress.

Nada contra a os apelos do nosso mundo contemporanêo e a evolução da medicina estètica , das indùstrias cosmetològicas; com certeza podemos fazê-las trabalharem a nosso favor, para o nosso bem estar o que não podemos permitir è sermos escravizadas pela idèia da beleza fabricada , ou mesmo de uma busca do “paraíso perdido”, correndo compulsivamente atràs do tempo que passa como deve passar.

O encanto emana de cada um, com celulites, rugas ou não, è na dança do amor que nos superamos e nos completamos, o resto são acessòrios para tornar essa dança ainda mais bela.

Enfim, no meio de tantos estresses ruins, podemos usufruir do bom stress que os cuidados com a beleza pode nos propocionar.

Todos esses cuidados ajudam a prevenir o mal stress e promovem qualidade de vida.

Entendo,compreendo.Mas como resolver o problema?

Muitas vezes entendemos mas não compreendemos ou compreendemos mas não sabemos como resolver tal situação.Podemos dizer que estamos racionalizando, mente processa mas não há uma internalização do conteúdo.Esse processo impede a mudança ou solução da situação pois ficamos preso ao sintoma.HOMEM PENSANDO

Podemos fazer uma analogia: a febre é o sintoma que sinaliza uma doença a racionalização sinaliza o que estamos passando mas não resolve a questão.

Falamos e pensamos obssesivamente, repetidamente como uma vitrola sintomatizando alguma coisa que está incomodando que foi ou não identificada mas não foi interpretada.Na verdade estamos desconectados com nosso eu interior,a “ vida não manifesta”.

Para melhor interpretarmos essa questão podemos partir do princípio que ao vivenciar um fato deve-se levar em conta o que se vê,o imperceptível e o que passou despercebido.Analizando essas variáveis constantes em toda experiência de vida a possibilidade de entendimento do fato torna se possível.

Diante dessa realidade compreender que uma mesma história tem versões diferentes é uma verdade; somos seres singulares portanto uma forma assertiva de buscar uma solução para o que está vivenciando é focar em si mesmo, na sua história, no seu pensamento pois o pensamento do outro é baseado no olhar dele e em suas crenças .Ouvir o outro é enriquecedor quando conseguimos ter uma escuta crítica e analítica da situação.

Partindo da perspectiva que priorizar a análise do fato é essencial e a si mesmo como agente proativo da situação com uma postura adulta, responsável,diligente, menos neurótica, independente de outras variáveis amplia a possibilidade de chegarmos a solução.Dessa forma estabelecemos o diálogo interno, organizamos os pensamentos, deixamos de racionalizar e introjetamos o que antes eram pensamentos soltos,confusos sem solução.

Portanto estarmos presentes em cada momento é essencial,isso acontece quando tomamos consciência de nosso ser,nos tornamos além da matéria e observamos a vida num sentido mais amplo.É essencial essa tomada de consciência para que insights aconteçam,pois quanto menor for o espaço entre a percepção e o pensamento,mais conscientes ficamos e deixamos de ser prisioneiros da nossa mente.

Existe várias formas de maximizar a capacidade de percepção, praticar a respiração diafragmátiga (longa),yoga, exercícios físicos, conectar consigo mesmo estando só,ater-se às coisas,tarefas e sentimentos, ao mundo que o rodeia, às pessoas, aos fatos, parar para percerber cada coisa ou momemto vivido.

Ao tomar banho preste atenção em cada movimento,ao conversar com alguém entregue-se a esse momento,ao trabalhar dedique seus pensamentos à sua tarefa, comece a perceber o céu,a natureza que o rodeia,esteja sempre presente,no aqui e no agora.

Como já disse,somos o que pensamos,somos a qualidade do que pensamos.

Natal – Que Trazes Pra Mim?

natalQuando chega a festa de natal, passagem de ano,páscoa,anivesário percebo que algumas pessoas resolvem contabilizar o que fizeram ou deixaram de fazer; se perdem no passado e projetam o futuro com listas intermináveis. Chegam achar chatíssimo e “quantas vezes você balança a cabeça admirada: “ Como essa pessoa sente os fatos tão diferente de mim, entendiante curtir as datas comemorativas”.

Seria uma sabedoria viver o presente, deixar fluir “a festa”,o momento. Estarmos inteiros naqueles momentos que acontecem uma vez por ano sendo que teremos o novo ano inteiro para pensar.

Novo Ano. Um novo ano é o renascer para novas possibilidades, novos projetos, sonhos sem ilusõses. Ah ,os sonhos! Tempêro da vida .

Um novo olhar para situações não necessariamente novas mas com lentes novas.

Ano de pensar criticamente, o que pouco fazemos . Deixar os pensamentos automáticos em prol de pensamentos críticos para sermos mais assertivos ,deixar o “tenho que querer” ,“tenho que ser”, tem de” e viver o que posso fazer com o que a vida me trouxe.

Ser autêntico, autor da nossa história. Vamos nos enquadrando ,limitando, até esquecermos quem somos, do que gostávamos e o que realmente nos faz chorar de rir.
Parar…

Parar! difícil arte de parar.
Parar por alguns instantes dos compromissos , do cansaço, da falta de tempo, da dificuldade de ser feliz. Parar para sentir o “curtir” a gente mesmo, a harmonia com o outro e o mundo, a família, o ser amado, para amar. Parar diante das tragédias universais ou pessoais para dar se o tempo de degustar o viver per si. Parar para pensar no que vale a pena.

Pensar para ser uma pessoa mais decente para amar mais e melhor, começando por nós  mesmos para exercer nossa cidadania e liberdade.

Pensar no que de verdade quereremos, se é que realmente queremos alguma coisa. Se somos levados pelos desencantos , pelas dores do passado, do desânimo de recomeçar ou começar de novo.
Pensar para construir um mundo próprio , sem grandes loucuras mas criativo, sem idealizações e verdades absolutas. Podemos reinventar o nosso mundo com gotinhas de loucuras gostosas para embelezar e tornar a vida ordinária extraordinária e compartilhá-la para que haja beleza e claridade.

Pensar como uma criança, coelhinho da páscoa existe? Para quem acredita existe,cada um vive a suas escolhas.

Ao despertar do novo ano deixemos de lado promessas e acreditemos que temos valor como ser humano que somos.Que possamos perceber que o “ser” é algo infinito e nobre,  leva-nos ao equilíbrio, o ter é uma busca que o complementa, é efêmero.

Cuidemos de buscar a Felicidade, saúde, criatividade, labuta,  para cultivar a paz, a cooperatividade, o amor e a compaixão.

Renascimento, sentido maior que o natal nos remete. Ano Novo promove vida,  oportunidades.Perdão para si mesmo e para o outro, mesmo que perdoar não signifique conviver.

Datas, que trazes pra mim?

Como Melhorar a Auto Estima?

A base da felicidade humana

autoestima

                                                  “Preencha o seu ego, assim ele ficará satisfeito e fará o outro feliz”, sabedoria oriental.

Auto estima é um conceito que abrange confiança em si mesmo capacidade do ser de lidar com as frustrações, desafios e conquistas diárias. Coragem de correr riscos, assumir suas próprias idéias conviver com as diferenças. Focar em si mesmo, ser autêntico, ter amor próprio.

Egocentrismo é diferente de autoestima embora as pessoas confundam muito esses conceitos.
”Amai ao próximo como a ti mesmo”, já dizia Jesus.

Ao aprendermos a nos amar e nos respeitarmos começamos a tratar o outro com respeito e limites criando uma relação respeitosa e harmônica.

O ego(eu)cêntrico faz o mundo girar em torno dele e não consegue passar nada para o outro é árido pois não lhe interessa fazer trocas o egocentrismo, o perfeccionismo dá a pessoa a falsa sensação de controle .
Essas pessoas tendem a baixo auto estima e sentem muito o impacto da frustração.

Essas pessoas se comportam como vítimas diante das situações, são reativas e pouco proativas não são capazes de assumir suas próprias escolhas aprender com seus próprios erros.
As relações interpessoais e afetivas ficam comprometidas não conseguem manter laços afetivos duráveis harmoniosos, saudáveis.
Estão sempre voltadas para o externo, atentas ao que os outros estão pensando ou o que vão falar sobre elas. A opinião do outro norteia suas vidas.
Tendem a ocultar suas emoções, mentem para si mesmas por terem dificuldade de expressar seus sentimentos.

São pessoas que vivem com medo, são hipervigilantes e tendem a ficar no controle. Sempre desconfiadas não conseguem sentir leveza na vida.

O valor que o homem dá a si mesmo influencia seu aprimoramento, os padrões de conduta do comportamento e pensamento podem levar a automutilação psicológica e o empobrecimento da existência pessoal.

Ser verdadeiro consigo mesmo, buscar formas assertivas de pensar , questionar conceitos, valorizar o “ser”, criticar o valor do” ter” são atitudes que elevam a auto estima.

Te ame per si. O outro é somente alguém que discorda do ponto de vista de outrem. Lembrando que um ponto de vista é somente a vista de um ponto.

Ter auto estima é saber que merecemos e temos o direito de ser feliz.

%d blogueiros gostam disto: