O Bom de Viver.com.br

Início » Posts etiquetados como 'equilíbrio emocional'

Arquivo da tag: equilíbrio emocional

Como Lidar Com a Ansiedade de Forma Positiva?

Somos levados a acreditar que sucesso significa realizar- se na matéria. Somos bem-sucedidos quando produzimos uma bela obra de arte, desenvolvemos um sofisticado projeto, ocupamos um cargo importante ou ganhamos uma alta quantia de dinheiro.  Não é de se condenar esse tipo de conquista. Isso faz parte da vida, mas o verdadeiro sucesso acontece quando tomamos consciência daquilo que nos aprisiona, quando tomamos consciência da nossa insanidade. Ao perceber a nossa insanidade, começamos a nos tornar sãos. Ao perceber o que está inconsciente, expandimos a consciência e podemos perceber o que está além de matéria: o espírito.

Sri Prem Baba; livro Flor do Dia, Mensagens de amor e autoconhecimento.

Como Melhorar a Memória e a Concentração?

“Na cultura ocidental o conhecimento e aprendizagem estão ligados muitas vezes a coisas externas quando recursos internos são de grande valia nesse processo,” Núbia. Maciel França

 

 

Muitos queixam que absorvem pouco o que lêm e estudam, memorizam ou concentram pouco. Isso acontece porque a educação desde a escola vem “de fora para dentro”.

A palavra latina educação vem de “educcere”, tirar de dentro, extrair.

A maneira mais simples para se obter a educação subjetiva é o relaxamento, a meditação. Ambas levam a “expansão da consciência.”

O remédio mais barato do mundo é a respiração, ao respirar profundamente diminuímos a tensão, o nível de cortisol e adrenalina no sangue, equilibramos o sistema nervoso, psíquico, emocional. Nossa pulsação volta ao normal e nossos pensamentos fluem  melhor, o que nos leva a tomar decisões mais assertivas.

Quando estamos ansiosos, apressados, irritados perdemos o foco e a concentração, entramos em estado de stress, chegando muitas vezes a exaustão. A mente fica descontrolada e o corpo começa a adoecer .

Como dizem, “mente sana, corpo sano”.  Embora no ocidente ainda poucos acreditam e praticam o relaxamento e a respiração estes métodos entre todos os outros como exercício físico, hábitos saudáveis deveriam estar no topo da escala de controle da saúde mental e física.

Ao lidarmos com a vida no dia a dia nosso cérebro funciona em estado Beta (vigília) ao respirarmos profundamente, relaxamos e entramos em estado Alfa, mudamos a frequência do cérebro o que reflete em nossa mente e corpo.

Os benefícios são imediatos, aumenta a imunidade do corpo, concentração, memória, libera endorfina  tirando nos de um estado de confusão, tensões e preocupações que nos levam perder o foco e os neurônios ficarem dispersos.

O estado Alfa aumenta a imaginação, a intuição,  a capacidade de resolver problemas,  a tranquilidade e acelera o processo de cura e  de rejuvenescimento.

Experimentamos Alfa quando dormimos para que possamos ter uma melhor qualidade de sono e reestruturação dos tecidos do nosso corpo .

No  Japão é utilizada a respiração diariamente, as empresas praticam o relaxamento assim que os funcionários chegam para a jornada de trabalho.

Relaxando vivemos mais felizes e  aumentamos nossa qualidade de vida.

Pare! Invista em você.

 

 

 

Como Pensar Magro? Gordura Emocional.

“Gordura emocional” ,podemos portanto associar a obesidade ou sobrepeso as emocões ? É muito comum ligarmos o ato de comer ao estado emocional, já que pensamento, emocão, comportamento estão interligados interferindo no resultado .amor4

A porta de entrada para o sucesso aloja em nossos pensamentos, mesmo quando se trata de dieta, pensar é o melhor remédio.

Pensar magro, as pessoas obesas têm dificuldade de pensar como uma pessoa magra. Repetem padrões de comportamento reforcados por pensamentos sabotadores que levam -as a sentirem culpa, raiva, frustracão, incompetência, baixa estima, impotência, ansiedade,depressão, tristeza, obsessão levando-as a compulsão.

Qualquer dieta razoável funciona desde que se estabeleca uma programacão mental assertiva e funcional. Ao aprenderem a pensar de forma funcional sentem-se emocionalmente equilibradas e mudam seus comportamentos perante a forma como lidam com o ato de comer.

Nos meados dos anos 60 Aaron Beck criou a terapia cognitiva baseada em estudos e pesquisas que demonstravam como componente principal o pensamento. No tratamento emocional, transtornos psiquiátricos, alimentares, tabagismo e comportamentos adictos concentrar -se na correcão dos pensamentos disfuncionais era a base da terapia de Aaron Beck, desafiando as teorias de S. Freud baseada na teoria que as doencas mentais tinham origem em temores e conflitos reprimidos o que levava anos para serem tratados, com o método de Aaron Beck os resultados além de serem breves diminuem os riscos de recaidas.

Cognicão significa,pensar,conhecer criar pensamentos críticos com relacão ao fato, ao ato de comer. Um estudo recente , na Suécia, demonstrou que indivíduos matriculados no programa de emagrecimento da terapia cognitiva emagreceram mais ou menos 8kg em 10sessões, um ano e meio após o tratamento 92% delas além de ter mantido o peso chegaram a emagrecer ainda mais, mantendo o programa da dieta.

O pensamento sempre precede o ato de comer daí a necessidade de identificarmos o que é pensamento e diferenciá-los das nossas emocões. Posso me sentir atraído pela comida, atracão é emocão, sentir fome é necessidade de comer . Podemos usar o pensamento crítico para analisarmos os pensamentos automáticos que invadem nossa mente quando o desejo ou seja as emocões vêm a tona e sabotam nosso comportamento levando-nos a comer. Através do pensamento crítico podemos minimizar a exposicão a eles ou mudar a forma de enfrentá-los .

É importante ficar atento aos estímulos:

Biológicos- fome,desejo incontrolável de comer

Mentais- pensar em alimentos,ler ou visualizar receitas e alimentos ou se imaginar, pensar em comidas.

Emocionais- sentimentos desagradáveis como raiva,tristeza,ansiedade ou agradáveis quando pensa que comer ou se continuar comendo poderá manter ou evocar sentimentos bons. Quando o sabor está agradável e insistimos em manter o desejo.Dificuldade de lidar com limites e de dizer não.

Sociais/familiares- pessoas ou situacões que o incentivam a comer. Sentimento de inadequacão com relacão aos demais.

Existe tensão no ato de comer e de não comer, reduzir a tensão é o que levará a pessoa tomar a decisão mais assertiva e optar pela dieta. O debate interno entre os pensamentos sabotadores e os pensamentos funcionais geram estas tensões. Desenvolver habilidades e ferramentas de enfrentamento para lidar com essas tensões vão nortear a meta.

Como pensar magro?

Usando técnicas de distracão.

Criando objetivos alcancáveis.Objetivos/metas

Criando rotinas.

Estando sempre alerta aos pensamentos e percebendo as emocões.

Estar focado em si mesmo, nos seus desejos e metas.

Priorizar a dieta.

Pensar em calorias deixando a quantidade em segundo plano.

Ficar no controle lembrando que o ato de comer não é automático.

Identificar os estímulos que levam ao ato de comer.

Evitar os pensamentos sabotadores.

Pensar magro é diferenciar fome de vontade de comer, trocar comida por calorias. Dessa forma poderá comer de tudo, de forma funcional.

A maioria das pessoas têm “ataques de fome” mas as pessoas magras não insistem nesses sentimentos, pensam que podem comer o que desejam depois e deixam de remoer a idéia nos seus pensamentos. Fazem permutas entre o sentimento de comer & sentimento de prazer de se ver de bem consigo mesma.

Pensar magro é saber negociar comida e sentimentos. Pensar em si mesmo como sujeito de prazer .

%d blogueiros gostam disto: