O Bom de Viver.com.br

Início » Posts etiquetados como 'equilibrio'

Arquivo da tag: equilibrio

Estudo Sobre O Impacto da Adoção Homoparental.

casais homossexuaisOutubro 5, 2009
Homossexualidade e Adoção – II

Arquivado em: Actualidade,Crianças / Adolescentes,Família — S. F. @ 11:27 am
Depois de ter dedicado um post a este tema há uns meses (aqui), hoje chamo a atenção para este artigo (segue abaixo)do Diário de Notícias (Jornalista Céu Neves), sobre a tese “Homoparentalidade: estudo da adequação homoparental” (Vanessa Ramalho, orientação de Eduardo Sá). Vale a pena ler com atenção. Como diz a autora da tese, este estudo pode ser um bom ponto de partida para que se abra o debate na sociedade sobre esta questão.

 

Homossexuais são pais “tranquilos e seguros”

por CÉU NEVES

 

Psicóloga conclui que as crianças podem ter vantagens em ser criadas por dois pais ou duas mães. Problemas estão na forma como a sociedade estigmatiza estas famílias.

Os homossexuais, em geral, não são “neuróticos e ansiosos”. Pelo contrário, são “afectuosos, tranquilos, confiantes e firmes nas decisões”, características que fazem deles melhores pais do que muitos heterossexuais, mais “neuróticos, ansiosos e inseguros”. Conclusões surpreendentes de uma tese em psicologia sobre homoparentalidade, que desfaz estereótipos como o de que uma criança criada por homossexuais tem maiores probabilidades de ser gay ou lésbica.

A psicóloga Vanessa Ramalho diz que a “identidade sexual da criança é formada muito precocemente, muito antes do bebé conseguir distinguir um homem de uma mulher. O que conhece são os cuidadores e faz uma síntese das características que gosta e que não gosta neles”.

Segundo a tese daquela psicóloga, “Homoparentalidade: estudo da adequação homoparental”, os homossexuais revelam ser bons cuidadores. “Verificam-se características idiossincráticas e comportamentos educativos adequados, promotores de boa parentalidade, que assim assumem índices desenvolvimentais e relacionais, indutores de adaptação emocional e maturidade psicológica.” E vai ao ponto de afirmar que pais homossexuais até podem trazer vantagens para a educação de uma criança, até porque um filho resulta, em geral, de muita ponderação e tempo de espera.

Ana (nome fictício) é lésbica e foi mãe de gémeos através de uma inseminação artificial no estrangeiro. E acredita que a homossexualidade pode ser uma vantagem. Considera que “um pai/ mãe homossexual que seja assumido é, à partida, um indivíduo mais flexível, de mentalidade mais aberta ao mundo e ao que possa fugir do padrão instituído pela sociedade”.

Ana recorda a “felicidade imensa” que foi para os seus pais o nascimento dos seus filhos, numa altura em que “já tinham perdido a esperança de ter netos”, aceitando “naturalmente” a namorada e a relação que ela tem com os gémeos. E conclui: “Parecem-me crianças felizes e despreocupadas e, apesar da pouca idade, já perceberam que a mamã não tem um marido e que não têm um pai nos moldes da maioria dos amiguinhos, mas sinto que vivem isso de uma forma natural, porque eu e a minha família isso lhes transmitimos.”

Manuel (igualmente nome fictício) tem outra história de paternidade para contar. O filho, de 12 anos, resultou de um casamento heterossexual. A criança viveu com ambos os pais até aos sete anos, altura em que o pai se assumiu como gay. Ficou a viver com a mãe, mudando-se no último ano para a companhia do Manuel e do companheiro por “uma questão de logística”.

“A parentalidade não se mistura com a orientação sexual. Era pai quando tinha um comportamento heterossexual e continuei a ser pai depois de ter um comportamento homossexual”, sublinha, acrescentando: “A questão só se coloca na gestão extraparedes.”

Uma preocupação que vai de encontro ao estudo de Vanessa Ramalho. A investigadora diz que “a estigmatização da sociedade é que cria obstáculos à homoparentalidade ou à adopção por homossexuais“. E defende campanhas de sensibilização sobre estas novas famílias.

Tem sido esse um dos objectivos das associações de gays, lésbicas, bissexuais e transgenders, como a Ilga. Paulo Côrte-Real, o seu presidente, salienta que o estudo “reforça o que é de consenso científico a nível internacional”. Ou seja, “não se justifica a proibição da adopção e da reprodução medicamente assistida por casais homossexuais“.

Vanessa Ramalho considera o seu estudo “um contributo para o debate do tema”, reconhecendo a limitação da amostra: 25 heterossexuais e 25 homossexuais. Mas a sua tese, orientada pelo pedopsiquiatra Eduardo Sá, é o primeiro trabalho do género em Portugal, dada a dificuldade em inquirir esta comunidade. É que os homossexuais ainda não se sentem preparados para darem a cara!

Benefícios Emocionais/ Psíquicos/ Físicos

 

A meditação certa para você

Se acha difícil ou sem graça meditar, talvez não tenha encontrado uma técnica que combina com você. Conheça três opções para relaxar de verdade.

meditação

Foto: Stockphoto

Zazen: é a prática mais conhecida. “Sentada em silêncio, a ideia é deixar os pensamentos fluírem até desaparecem”, explica Álcio Braz, instrutor de meditação do Espaço Nirvana, no Rio de Janeiro. A posição confortável (geralmente de lótus) e a respiração controlada são fundamentais para conseguir pensar em nada.

Leia também:
– Meditação: cientistas identificam funções cerebrais que aliviam a ansiedade
– Yoga como caminho para a Meditação

Kundalini: dinâmica, pode ser feita caminhando e até dançando. Um instrutor guia os pensamentos e a respiração em cada estágio da meditação. “O objetivo é desbloquear o fluxo energético do corpo e acalmar a mente e as emoções”, fala o instrutor de meditação Akalmuret Singh, de Curitiba. Os adeptos dizem que a prática desperta a energia sexual.

Transcendental: também é feita sentada, de olhos fechados. “A técnica leva a um repouso mais profundo do que o sono”, comenta o instrutor Klebér Tani, também do Espaço Nirvana. O objetivo é alcançar um novo estado de consciência, a iluminação, segundo o criador da técnica, o lendário guru indiano Maharishi Mahesh Yogi.

Por Débora Nunes

Fonte: Boa Forma

POR ESPAÇO KAIZEN 16/09/2013

 

Como Prolongar a Beleza? Papo de Psicóloga

PeixeEsqueça seu RG e responda:

Quantos anos você tem? Como avalia a sua idade?

Hoje as pessoas não são avaliadas pela idade cronológica, o que vale é o vigor físico, mental e emocional o que não vale contar nesse ícone, beleza, o tempo dos anos vividos.

O importante é potencializar toda a energia e se avaliar de dentro para fora e não o contrário.

Integrar corpo e mente, através da meditação, relaxamento, respiração, exercícios físicos, alimentação balanceada e aproveitar o que a medicina tem evoluido para ajudar combater os radicais livres que envelhecem nosso corpo e mente. O poder prolongador e rejuvenecedor da saúde e da beleza doados pelas complexos vitamínicos, anti-oxidantes e cremes rejuvenecedores.

Noites de sonos regulares, desopilar curtindo os amigos, permitindo-se sair da rotina estressante sem culpa.

Dessestressar para manter o equilíbrio, a saúde e a juventude física e mental.Para manter a beleza.

O stress e a beleza estão diretamente ligados, ao estressar-se a pessoa detona seu sistema psicofisioimunoneuroendócrino,afinal, o stress é uma “doença psicofisiológica”que afeta o sistema imunológico abrindo portas para várias doenças. O mal stress (distress) libera toxinas, hormônios como o cortisol e adrenalina, que lançados no corpo produzem conjuntamente radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce e as atividades das células.

O stress está na “cara”, espinhas, rugas e pés de galinhas precoces, gordurinhas, obesidade, dores de cabeça constantes, falha de memória , insônia, gastrite, toda essa variedade de gotinhas de mal stress (distress) é só escutarmos nosso corpo.O corpo grita quando a mente entra em estado de stress.

Cuidar da beleza hoje é questão de saúde para envelhecermos dignamente.

Mas o que me preocupa, é atè que ponto essa busca pela beleza leva o ser humano vivenciar o mal stress, um stress da estètica.O mais grave nessa ditadura da beleza são os distúrbios alimentares como a bulimia e a anorexia que afetam os jovens levando-os até a morte e causando sofrimento para as famílias pois é um processo extremamente doloroso. .

Cleópatra, Sissi a imperatriz são exemplos disso, no campo das artes, literatura e mùsica a beleza também aparece afinal quem não conhece o velho refrão do Vinicius de Morais, em que ele canta:”Desculpe as feias, mas beleza è fundamental.”

Expressar a beleza , como um “enfeitar”-se, cuidar -se.Sedutor sim, porque não!? Mas também como fonte de prazer próprio que respeita o limite de cada um.Enfeitar-se para si primeiro e para o outro depois talvez mudaria o olhar diante dos exageros da escravidão da beleza.

Quando a beleza deixa de ocupar esse papel e passa a ser mais “externa, mais ligada ao corpo físico somente, torna-se também um fator estressor, daí começa o stress em busca da beleza.

È certo que ao cuidar de si, a pessoa trabalha sua sexualidade, auto-estima, saùde mental e física. Em meio à correria do dia a dia, se faz necessário buscar um momento para si mesma.Um momento para olhar para si mesma.

Nesse momento a pessoa è somente ela mesma ; mãe, pai , profissional ficam “congelados”, aguardando essa pessoa, que alì està se fazendo companheira e companhia de si mesma.

Pensando assim retomamos o valor da beleza,o bom stress, retomamos a nossa essência, trabalhamos a beleza física, mental, emocional .

Afinal o que nos faz distanciar do nosso corpo e do nosso “ser” é fazer da beleza e da estética, uma vilã, uma fonte geradora de stress.

Nada contra a os apelos do nosso mundo contemporanêo e a evolução da medicina estètica , das indùstrias cosmetològicas; com certeza podemos fazê-las trabalharem a nosso favor, para o nosso bem estar o que não podemos permitir è sermos escravizadas pela idèia da beleza fabricada , ou mesmo de uma busca do “paraíso perdido”, correndo compulsivamente atràs do tempo que passa como deve passar.

O encanto emana de cada um, com celulites, rugas ou não, è na dança do amor que nos superamos e nos completamos, o resto são acessòrios para tornar essa dança ainda mais bela.

Enfim, no meio de tantos estresses ruins, podemos usufruir do bom stress que os cuidados com a beleza pode nos propocionar.

Todos esses cuidados ajudam a prevenir o mal stress e promovem qualidade de vida.

O Que é Viver Com Equilíbrio?

Você pode dormir enquantocao chuva vento os ventos sopram?

Quando se está equilibrado emocional,mental,espiritual e fisicamente sentimos paz e serenidade. Equilíbrio é a busca da temperança ,do caminho entre os oposto ou seja o caminho do meio , o contraponto entre vida e vida com qualidade.

Buscarmos um sentido para a vida. O sentido de viver se encontra no campo do desejo,desejo esse que impulsiona o ser humano na busca da realização ,da plenitude.

Desejo que busca realizar sonhos. Sonhar sem se iludir. Sonhar aumenta a coragem para lutar,força para vencer,esperança para não desistir.

Sabedoria para manter o equilíbrio.

Viver em busca da felicidade como meta.A alegria e a tristeza,a frustração,o sucesso são situações momentanêas, parte da trajetória contínua pela existência. Existência que se alimenta das escolhas feitas por cada um na busca do sentido para a vida.Até mesmo quando pensamos que não escolhemos, na verdade escolhemos permitir que a vida ou as pessoas escolham por nós.

E a culpa aonde se aloja? A culpa ocupa o lugar de reflexão e mudança que logo depois deve ser descartada para seguirmos em frente.A culpa pode ser relativa cabe analisar,ponderar, às vezes não existe culpa nem culpado.Somos seres de escolhas.

O resultado dessa escolha vai dar o equilíbrio na orquestra da vida, a cor que quisermos pintar nossa caminhada vai dar o tom na desejada felicidade.

É o TAO do equilíbrio entre os opostos.O encontro do masculino com o feminino,da noite com o dia,do branco com o preto sem que um anule o outro mas o complemente. A dualidade da vida.A flexibilidade,a humildade,o aconchego,o encontro, a gentileza de nos conhecermos e reconhecermos o outro.

Como pensava Victor Frankl criador da Logoterapia, o ser humano só encontra o equilíbrio quando tem um sentindo para viver.

Viver é ter vontade.

Corpo & Mente ,

De acordo com a OMS(Organização mundial de Saúde) a associação do uso de medicamentos conjuntamente com um tratamento psicológico é muitas vezes nescessária.

Parceria de sucesso. imagesCAA1LKC9
A Terapia Cognitiva Comportamental é reconhecida pela medicina como a abordagem terapêutica mais eficaz nos tratamentos emocionais e psiquiátricos.

A Terapia Cognitiva modifica pensamentos por meio de correção de padrões de pensamentos e crenças inassertivas criando novos hábitos e comportamentos levando o paciente ao equilìbrio emocional.O estados emocionais e psíquicos influenciam a função cerebral ,assim terapeuta e médicos trabalham de forma interdisciplinar para um maior sucesso do tratamento.A terapia como os medicamentos são nescessários para o tratamento do cliente anti depressivos,ansiolíticos,estabilizadores de humor ação efetiva sobre o funcionamento dos neurônios e suas conexões em áreas específicas do cérebro.

Hoje dentro de uma lógica de integração Mente/Corpo a terapia é considerada pelos psicólogos e médicos como parte importante no tratamento de pacientes portadores de doenças,cardiovasculares,hormonais,de pele,câncer ,stress,distúrbios de humor,alimentares,TOC e distúrbios psicóticos .

Quando uma dificuldade emocional proveniente de qualquer mal funcionamento do corpo e da mente gera um estado bioquímico capaz de se manifestar por um quadro clínico se torna necessário pesquizar a condição psicológica e emocional pois estão diretamente ligados aos sintomas definidores da doença.
Os cuidados devem ser dispensados tanto ao corpo atingido quanto a mente(psiquismo abalado).

Estudos feitos através de tomografia computadorizada demonstraram que há uma conversão na estrutura concreta do córtex cerebral quando a pessoa sofre de distúrbios psicológicos e emocionais que vêm comprovar essa ligação entre mente e corpo e a necessidade de se buscar o tratamento psicológico e mendicamentoso associadamente.

Portanto trabalhar de forma interdisciplinar com médico, paramédicos e psicólogos é extremamente importante para aliviar os sintomas beneficiar e promover uma melhor qualidade de vida.

Mente sana, corpo sano!

Entendo,compreendo.Mas como resolver o problema?

Muitas vezes entendemos mas não compreendemos ou compreendemos mas não sabemos como resolver tal situação.Podemos dizer que estamos racionalizando, mente processa mas não há uma internalização do conteúdo.Esse processo impede a mudança ou solução da situação pois ficamos preso ao sintoma.HOMEM PENSANDO

Podemos fazer uma analogia: a febre é o sintoma que sinaliza uma doença a racionalização sinaliza o que estamos passando mas não resolve a questão.

Falamos e pensamos obssesivamente, repetidamente como uma vitrola sintomatizando alguma coisa que está incomodando que foi ou não identificada mas não foi interpretada.Na verdade estamos desconectados com nosso eu interior,a “ vida não manifesta”.

Para melhor interpretarmos essa questão podemos partir do princípio que ao vivenciar um fato deve-se levar em conta o que se vê,o imperceptível e o que passou despercebido.Analizando essas variáveis constantes em toda experiência de vida a possibilidade de entendimento do fato torna se possível.

Diante dessa realidade compreender que uma mesma história tem versões diferentes é uma verdade; somos seres singulares portanto uma forma assertiva de buscar uma solução para o que está vivenciando é focar em si mesmo, na sua história, no seu pensamento pois o pensamento do outro é baseado no olhar dele e em suas crenças .Ouvir o outro é enriquecedor quando conseguimos ter uma escuta crítica e analítica da situação.

Partindo da perspectiva que priorizar a análise do fato é essencial e a si mesmo como agente proativo da situação com uma postura adulta, responsável,diligente, menos neurótica, independente de outras variáveis amplia a possibilidade de chegarmos a solução.Dessa forma estabelecemos o diálogo interno, organizamos os pensamentos, deixamos de racionalizar e introjetamos o que antes eram pensamentos soltos,confusos sem solução.

Portanto estarmos presentes em cada momento é essencial,isso acontece quando tomamos consciência de nosso ser,nos tornamos além da matéria e observamos a vida num sentido mais amplo.É essencial essa tomada de consciência para que insights aconteçam,pois quanto menor for o espaço entre a percepção e o pensamento,mais conscientes ficamos e deixamos de ser prisioneiros da nossa mente.

Existe várias formas de maximizar a capacidade de percepção, praticar a respiração diafragmátiga (longa),yoga, exercícios físicos, conectar consigo mesmo estando só,ater-se às coisas,tarefas e sentimentos, ao mundo que o rodeia, às pessoas, aos fatos, parar para percerber cada coisa ou momemto vivido.

Ao tomar banho preste atenção em cada movimento,ao conversar com alguém entregue-se a esse momento,ao trabalhar dedique seus pensamentos à sua tarefa, comece a perceber o céu,a natureza que o rodeia,esteja sempre presente,no aqui e no agora.

Como já disse,somos o que pensamos,somos a qualidade do que pensamos.

Saúde para o corpo e a mente- respirar saudavelmente

A respiração longa ou seja diafragmática muito usada na meditação,relaxamento, yoga,hipnose é um tipo de respiração que trabalha o corpo e a mente portanto é curativa .cachoeira A respiração diafragmática associada ao relaxamento leva a um estado mental de total harmonia promovendo o bem estar, saúde psíquica e a paz interior.

Previne e combate o stress,melhora a qualidade do sono,ajuda a melhorar a insônia,em momentos de
decissão ou forte pressão alivia a tensão cerebral ,melhora concentração e a memória, relaxa os músculos do corpo e fortalece o sistema imunológico.

A meditação é de certa forma vista por alguns de nós ocidentais como algo chato e difícil de ser praticada mas essa é uma idéia errônea. È uma prática que pode ser desenvolvida por todos do seu modo no seu tempo.
Promove bem estar,a saúde e equilíbrio do corpo e da mente.

A meditação orientada é uma prática de relaxamento em estado meditativo , o cliente conduzido pelo terapêuta vai entrando nesse estado de forma leve ,suave e com muita facilidade.

O hábito de meditar leva o cliente a tomar consciência do seu corpo e da sua mente para que ele possa se desligar do mundo externo ,ficar mais focado trazendo paz e energia para os desafios da vida.
A prática do relaxamento e da respiração diafrágmatica ajuda na elaboração de pensamentos e comportamentos mais assertivos,no controle de impulsos e da ira.

Quando estiver stressado respire profundamente 3 vezes soltando o seu corpo com certeza vai ajudar baixar o nível de cortisol e adrenalina do seu corpo.

Dica para praticar a respiração diafragmática:

Deixe o ar entrar lentamente pelo nariz até o abdomên
solte o ar bem devagarinho sempre pelo nariz.Enquanto inspira e expira vá soltando todo o seu corpo conjuntamente com a respiração.

Quando o ar entrar pelo nariz sua barriga deve ficar bem cheia como se fosse um balão,cuidado para não encher o tórax e sim o abdomêm.

Sempre devagar pois se for depressa hiperventila o cerébro.

Pratique várias vezes até sentir o bem estar .

Experimente obomdeviver.

O objetivo da meditação é acalmar a mente para que o cliente ao relaxar possa alterar o processo de condicionamento mental ou seja os pensamentos transportando as mensagens adquiridas nessa experiência para a consciência ajudando o terapeuta trabalhar essas mensagens e seus significados.

Essas duas abordagens meditação e terapia são complementares produzindo uma transformação no todo do ser. Trabalha o corpo físico e mental.

Chan Tao é um caminho para o crescimento pessoal e emocional.

VOCE CUIDA DA MENTE
O CORPO AGRADECE!

%d blogueiros gostam disto: