O Bom de Viver.com.br

Início » Posts etiquetados como 'memória'

Arquivo da tag: memória

G1 – Memória funciona melhor com olhos fechados, diz estudo – notícias em Ciência e Saúde

O que Fazer Para Melhorar a Memória? Dicas Simples.

Nossa vida de cada dia...

Da BBC

Voluntários que mantiveram os olhos fechados conseguiram lembrar de fatos com mais precisão (Foto: Thinkstock/BBC)Voluntários que mantiveram os olhos fechados conseguiram lembrar de fatos com mais precisão (Foto: Thinkstock/BBC)

Fechar os olhos na hora de pensar aumenta as chances de lembrar fatos com precisão, de acordo com pesquisadores da Universidade de Surrey.

Os cientistas testaram a capacidade das pessoas de lembrar de detalhes de filmes que mostram cenas de crimes falsos.

Eles esperam que os estudos ajudem testemunhas a relatar detalhes com mais precisão quando interrogadas pela polícia.

Os pesquisadores dizem que estabelecer algum tipo de relação com a pessoa que faz as perguntas também podem ajudar a melhorar a memória.

Sem distração
Em artigo na revista “Legal and Criminological Psychology”, os cientistas testaram 178 participantes em dois experimentos separados.

Na primeira, eles pediram aos voluntários para assistir a um filme que mostra um eletricista entrando numa propriedade, fazendo seu trabalho e, em seguida, roubando uma série de itens.

Os voluntários foram…

Ver o post original 332 mais palavras

Vamos Malhar? Sem fazer Exercícios, Aumente Seus Neurônios.

malhar cérebroPodemos treinar nosso cérebro para maximizar sua eficiência. Como malhamos o corpo podemos “malhar” o cérebro e expandir a nossa mente.

Ao trabalhar o cérebro retardamos o envelhecimento, prevenimos a perda da memória , aumentamos a capacidade de concentração estimulamos as células nervosas contribuindo para o fortalecimento e agilidade cerebral.

O cérebro tem uma plasticidade fazendo com que fique apto para receber novas informações. Está programado para receber estímulos novos, pesquisas afirmam   novos conhecimentos ajudam mudar os pensamentos .  Mudança de pensamento modula as ondas cerebrais quebrando paradigmas e levando as pessoas a novos padrões de comportamento.

Mudar é estar em constante ativação cerebral. Pensamentos são só pensamentos , pensamentos podem ser mudados. Muitas vezes buscamos escolhas ruins por ignorar os fatos   ou por ficarmos presos a crenças sem questionarmos os valores e a importância dessas idéias nas nossas vidas.

Terapia cognitiva, terapia do conhecimento. Conhecer é preciso para viver melhor, conhecer a si mesmo, as coisas, o que se passa, os fatos, os sentimentos, o mundo que nos cerca. Abrir-se para o novo para que o velho experiente se ajunte com o novo e recrie um novo olhar cerebral e mental.

Assim como um personal trainer propôe uma rotina equilibrada, com trabalho cardiovascular, de força e flexibilidade, a idéia é estimular a cognição, fortalecer todos os sentidos e criar novas ramificações nas células nervosas que compõem a base da memória.

Meditar, fazer relaxamento, ouvir música, lêr, dançar, vêr filmes, contar ( h)estórias, conhecer algo novo, sentir – se no presente focando nas experiências ao vivenciá-las ativa os neurônios tornando seu cérebro mais ágil,saudável e eficáz.

 

Fonte: Revista Trip

por Márcia de Luca

Como Melhorar a Memória e a Concentração?

“Na cultura ocidental o conhecimento e aprendizagem estão ligados muitas vezes a coisas externas quando recursos internos são de grande valia nesse processo,” Núbia. Maciel França

 

 

Muitos queixam que absorvem pouco o que lêm e estudam, memorizam ou concentram pouco. Isso acontece porque a educação desde a escola vem “de fora para dentro”.

A palavra latina educação vem de “educcere”, tirar de dentro, extrair.

A maneira mais simples para se obter a educação subjetiva é o relaxamento, a meditação. Ambas levam a “expansão da consciência.”

O remédio mais barato do mundo é a respiração, ao respirar profundamente diminuímos a tensão, o nível de cortisol e adrenalina no sangue, equilibramos o sistema nervoso, psíquico, emocional. Nossa pulsação volta ao normal e nossos pensamentos fluem  melhor, o que nos leva a tomar decisões mais assertivas.

Quando estamos ansiosos, apressados, irritados perdemos o foco e a concentração, entramos em estado de stress, chegando muitas vezes a exaustão. A mente fica descontrolada e o corpo começa a adoecer .

Como dizem, “mente sana, corpo sano”.  Embora no ocidente ainda poucos acreditam e praticam o relaxamento e a respiração estes métodos entre todos os outros como exercício físico, hábitos saudáveis deveriam estar no topo da escala de controle da saúde mental e física.

Ao lidarmos com a vida no dia a dia nosso cérebro funciona em estado Beta (vigília) ao respirarmos profundamente, relaxamos e entramos em estado Alfa, mudamos a frequência do cérebro o que reflete em nossa mente e corpo.

Os benefícios são imediatos, aumenta a imunidade do corpo, concentração, memória, libera endorfina  tirando nos de um estado de confusão, tensões e preocupações que nos levam perder o foco e os neurônios ficarem dispersos.

O estado Alfa aumenta a imaginação, a intuição,  a capacidade de resolver problemas,  a tranquilidade e acelera o processo de cura e  de rejuvenescimento.

Experimentamos Alfa quando dormimos para que possamos ter uma melhor qualidade de sono e reestruturação dos tecidos do nosso corpo .

No  Japão é utilizada a respiração diariamente, as empresas praticam o relaxamento assim que os funcionários chegam para a jornada de trabalho.

Relaxando vivemos mais felizes e  aumentamos nossa qualidade de vida.

Pare! Invista em você.

 

 

 

Memória e Álcool- Caminham em Doses contadas

memoriaConsumo excessivo de álcool danifica memória

Pesquisadores espanhóis descobriram que uma bebedeira pode destruir a memória de longo prazo de jovens adultos.
A informação foi publicada nesta terça-feira (17) no site do jornal britânico “The Telegraph”.
Eles acreditam que o consumo abusivo de álcool torna mais difícil a construção de novas memórias, pois o hipocampo –uma área no centro do cérebro que desempenha papel-chave na aprendizagem e memória– é muito suscetível aos seus efeitos tóxicos.
A descoberta é preocupante, pois a embriaguez é um problema crescente no Reino Unido e em outros países europeus, particularmente em jovens e universitários.
O estudo com universitários descobriu que o consumo excessivo de álcool afeta a memória declarativa –uma forma de memória de longo prazo. Os estudantes mostraram uma redução na capacidade de aprender novas informações que lhes são transmitidas verbalmente.
Em uma escala, eles obtiveram as menores pontuações em dois testes para saber quanto conhecimento eles retiveram e recolheram.
Segundo a pesquisadora Maria Parada, da Universidade de Santiago de Compostela, “em países do norte europeu, há uma forte tradição de consumo esporádico, orientado, de álcool. Em contraste, os países da costa do Mediterrâneo, como a Espanha, são tradicionalmente caracterizados por um consumo mais regular de baixas doses de álcool.”
“É importante examinar os efeitos do álcool no hipocampo, pois em estudos com animais, especialmente em ratos e macacos, esta região parece sensível aos efeitos neurotóxicos do álcool, e ela desempenha um papel fundamental na memória e aprendizado. Em outras palavras, o consumo excessivo de álcool pode afetar a memória de jovens adultos, o que pode prejudicar o seu dia a dia.”
O estudo, publicado na revista “Alcoholism: Clinical & Experimental Research”, analisou 122 estudantes universitários espanhóis, com idades entre 18 a 20 anos. Eles foram divididos em dois grupos: os que beberam e os que se abstiveram.
Foram então submetidos a uma avaliação neuropsicológica que incluiu recordar experiências visuais e verbais.
“Nossa principal descoberta foi uma clara associação entre o consumo excessivo de álcool e a menor capacidade de aprender novas informações verbais em universitários saudáveis, mesmo após o controle de outras possíveis variáveis, como nível intelectual, histórico de distúrbios neurológicos ou psicopatológicos, uso de outras drogas, ou histórico familiar de alcoolismo”, disse Parada.
FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/917006-consumo-excessivo-de-alcool-danifica-memoria-de-jovens.shtml

Por que Dormir é Terapêutico? Mente e Terapia

Tenho trabalhado com meus clientes a “arte de parar”, sim “arte”. Parar, escutar o silêncio nos tempos de hoje tornou-se artigo de luxo. Para ouvir, refletir, pensar e percebermos nós mesmos e o externo é necessário parar, o que para muitos significa perder tempo, ser improdutivo.ronco

A pequena parada depois das refeições,tirar um cochilo. Dormir mais cedo e mantendo uma constância no horário de deitar, favorecer um sono tranquilo para que a mente descanse e o cérebro possa realizar todas as fazes do sono. Para que o cérebro, a mente, durante o sono possa sonhar e fazer a limpeza do que precisa ou não ficar em nossa memória.

O barulho intenso do trânsito, alertas dos aparelhos celulares, o uso de gadgets até  a facilidade de  sacar a câmera  destes aparelhos para fotografar e o uso excessivo de eletrônicos, internet e gadgets têm contribuido para nos deixar cada vez mais plugados no externo e menos voltado para nosso mundo interno. Em um mundo cheio de ruídos a distração nos torna cada vez mais distantes da assertividade.

Não é de se admirar que as pessoas estejam queixando de estar com problema de memória, cansaço mental. Ouvindo uma cliente que tem problema de audição, ela argumentou que tem dificuldade de usar o aparelho nos ouvidos por causa do barulho que o mundo faz. Idosa , o mundo dela era mais silencioso que nos tempos modernos.

O cérebro precisa de associar  coisas, elementos, situações, os sentidos e as impressões pessoais para memorizar. A memória é abstrata, construída através das atividades neuronais. A repetição da experiência vivida é essencial para que seja armazenada.

Como constatou a psicóloga Linda Henkel ao se concentrar atenção genuína em algo, aquilo ficará na sua memória. Pesquisa feita pela psicóloga com estudantes fotografando peças de museu levou a constatação que a preocupação em fotografar deixa muitas vezes as pessoas perderem detalhes das peças deixando para depois o o ato de observar como o acesso exagerado da internet. Essas “artimanhas” acabam sendo usadas como muletas para as pessoas prejudicando a memória, a medida que se evocarmos lembranças  o cérebro será  ativado e fará associações.

O filósofo suíço Max Picard afirma que nada mudou mais a natureza do homem quanto a perda do silêncio. ” O silêncio é o início de tudo. De onde surge a criação, a saúde física e mental, o auto conhecimento, a paz interior. O ritmo acelerado e ruidoso causa muitas vibrações mentais, dificultando a coerência de pensamentos, aumentando o ruído interno.A nossa prática mental reflete muito no ambiente externo.”

Reeducar nosso tempo e a quietude tornou-se tão necessária que grandes empresas como  a Nike, tem incentivado seus funcionários a pararem um pouco antes de reuniões, enviar emails importantes, fazerem  pausas para mentalizar situações e sentimentos agradáveis. Dentro de hospitais estão sendo criados espaços para as pessoas  participarem de programas de relaxamento e energização para maximizar a qualidade dos tratamentos.

O empreendedor loic Le Meur criou um programa hoje utilizado pelas empresas para ensinar as pessoas desligarem. O programa pode ser baixado através de um aplicativo, é chamado de Get Some  headspace. Silenciar para diminuir ansie- dade , o stress e melhorar a performance. 

Nessa busca de parar para silenciar é importante respeitarmos o tempo de cada um para que do seu jeito e do seu modo o ser humano encontre seu  caminho para canalizar e revitalizar suas energias.

Parar para buscar a  sanidade e a paz interior.O coração só escuta quando se faz silenciar.

Como Dormir Soluciona Problemas?Dicas.

Gostaria de saber se naHistória do mundo alguém fez greve de sono? Se vocês leitores souberem por favor me informem.

sono

O velho ditado, “nada melhor que uma boa noite de sono” para resolver um problema realmente é verdade.Comprovado pela neurociência o sono organiza a mente .”Dormir e pensar no assunto” é uma ótima solucão para nossos problemas .

Enquanto dormimos o cérebro continua em atividade, processa e seleciona informacões vivenciadas durante o dia; fortalece o sistema imunológico, fixa aprendizados, melhora a memória selecionando as lembrancas que devem ser esquecidas e possibilita a solucão de problemas que nos afligem durante a vigília.

Isto tudo acontece porque o cérebro continua processando as informacões que vivenciamos durante a vigília enquanto dormimos. Além de vivenciá -las, ordena e as grava para que facam sentido na nossa vida e possamos aproveitá-las no futuro.

Os cientistas acreditavam que ao dormirmos o cérebro desligava mas com as pesquisas dos fisiologistas Eugene Aserinsky e Nathaniel Kleitman, da Universidade de Chicago, essa realidade mudou radicalmente . Estes fisisiologistas descobriram as variacões das atividaes cerebrais durante o sono.Na fase REM ,as ondas cerebrais são muito semelhantes as das produzidas durante a vigília.

Com a evolucão no estudo do sono descobriram que durante o sono de ondas lentas os neurônios funcionam de forma diferente do sono REM.Conclusão nas 24 horas do dia o nosso cérebro trabalha normalmente.

Descanso obrigatório, enquanto estamos adormecidos o sistema nervoso realiza as etapas mais difíceis de uma tarefa até torná-las automáticas, durante o período de sono regular ou seja no mínimo de seis horas por noite.O cérebro aprende enquanto dormimos, seleciona e equilibra lembrancas conflitantes “decidindo” o que devemos vivenciar ou não.

O sono tem um papel essencial na memória emocional, isso acontece em funcão das mudancas nas conexões sinápticas através de uma potencializacão de longo prazo, que fortalece as ligacões neuronais.

Dormir pouco prejudica os processos cognitivos. Portanto para a terapia cognitiva beneficia dessas descobertas da neurociência que se tornam relevantes, sendo que a cognicão (conhecimento), depende essencialmente de ferramentas e da memória mnêmica para que o cérebro e a mente possam equilibrar-se como ponto de partida no processo da terapia .

Durante o sono a “escuridão” tem um papel importante pois há uma liberacão de hormônio e o organismo passa por uma “faxina”, daí a importância de dormir bem para que possamos vivenciar os vários ciclos do sono.Como cita Nuno Cobra, se os “faxineiros” chegam e estamos acordados parte do organismo fica sem a limpeza necessária.

Durante o sono podemos ter insigts, evocarmos lembrancas, recordar fatos como levantar de manhã e lembrarmos onde deixamos certo objeto que não conseguíamos saber anteriormente. Resolucão de problemas e ativar a mémoria dedutiva também acontece ao dormirmos o que favorece o pensamento crítico e a intuicão na vida diária.

Porque se torna essencial dormir? Para a mémoria é essencialmente necessário pois o cérebro precisa desligar dos estímulos externos para os recursos cerebrais serem ativados. Emocionalmente os conteudos dos sonhos os conteúdos são muito ricos de significados e acretitamos que a mente tem uma parte sábia que trabalha para a resolucão de nossos problemas.Os outros benéficios citados aproveitam também de uma boa noite de sono.

Dicas: Procure dormir no mesmo horário .

Pelo menos 3 vezes por semana durma por volta das 11 hs da noite.

Faca refeicões leves antes de dormir.

Procure dormir no escuro ou seja com as luzes apagada.

Evite ingerir muito líquido antes de dormir para não acordar no meio da noite.

Evite programas e leituras pesadas ou trágicas antes de dormir.

Anote o que tem que fazer ou que te preocupa para evitar de pensar ao deitar.

Crie uma rotina para dormir

Dormir para o dia nascer feliz!

%d blogueiros gostam disto: