O Bom de Viver.com.br

Início » Posts etiquetados como 'otimismo'

Arquivo da tag: otimismo

Felicidade dá lucro

O que é felicidade afinal?
Há infinitas definições. Mas vamos partir da seguinte: felicidade é um estilo de vida, ou seja, está muito mais ligada à forma como se vive o dia a dia. Seria simples e natural,não fosse o fato de sermos duramente influenciados pelo modelo econômico no qual estamos inseridos. Quem nunca acreditou que sucesso era felicidade? E quem nunca descobriu que não era? A felicidade difundida pelo feliciência está associada a um estado de bem- estar físico, emocional e social, no qual impera muito mais o equilíbrio que a euforia.

Existem atitudes ou práticas que podem ajudar nessa busca?

A gratidão é um dos principais meios para aumentar a reserva de felicidade, com comprovação científica. Basta manter na cabeceira da cama um bloco no qual inserimos três situações às quais somos gratos no dia. Sugere- se a prática por ao menos 21 dias. Isso ajuda o cérebro a aprender a escanear aspectos positivos da vida, que normalmente passariam despercebido. Por ser tão simples, há pessoas que não acreditam, mas certamente  acreditariam caso sugeríssemos um remédio que fizesse o mesmo efeito.

Carla Furtado, revista Vida Simples, pág. 17. Abril 2017.

PENSE MAIS ASSERTIVO- Mude para Melhor

foto rubem alves

Gotas de Humor- Acordou Com o Ovo Virado?

voarPara todas vocês  ESTE EMAIL VALEU O DIA ! Recebi de uma amiga de infância . Sempre otimista com um sorriso largo e companheira, Claudia Caldeira Miranda Menezes.

“Maria Jiló” é uma senhora de 92 anos, miúda, e tão elegante, que todo dia às 08 da manhã ela já está toda vestida, bem penteada e discretamente maquiada, apesar de sua pouca visão.

E hoje ela se mudou para uma casa de repouso: o marido, com quem ela viveu 70 anos, morreu recentemente, e não havia outra solução.

Depois de esperar pacientemente por duas horas na sala de visitas, ela ainda deu um lindo sorriso quando a atendenteveio dizer que seu quarto estava pronto. Enquanto ela manobrava o andador em direção ao elevador, dei uma descrição do seu minúsculo quartinho, inclusive das cortinas floridas que enfeitavam a janela.

Ela me interrompeu com o entusiasmo de uma garotinha que acabou de ganhar um filhote de cachorrinho.

– Ah, eu adoro essas cortinas…
– Dona “Maria Jiló”, a senhora ainda nem viu seu quarto… Espera um pouco…
– Isto não tem nada a ver, ela respondeu, felicidade é algo que você decide por princípio. Se eu vou gostar ou não do meu quarto, não depende de como a mobília vai estar arrumada… Vai depender de como eu preparo minha expectativa.

E eu já decidi que vou adorar. É uma decisão que tomo todo dia quando acordo.

Sabe, eu posso passar o dia inteiro na cama, contando as dificuldades que tenho em certas partes do meu corpo que não funcionam bem..
Ou posso levantar da cama agradecendo pelas outras partes que ainda me obedecem.

– Simples assim?

– Nem tanto; isto é para quem tem autocontrole e todos podem aprender, e exigiu de mim um certo ‘treino’ pelos anos afora, mas é bom saber que ainda posso dirigir meus pensamentos e escolher, em conseqüência, os sentimentos.

Calmamente ela continuou:

– Cada dia é um presente, e enquanto meus olhos se abrirem, vou focalizar o novo dia, mas também as lembranças alegres que eu guardei para esta época da vida. A velhice é como uma conta bancária: você só retira aquilo que guardou. Então, meu conselho para você é depositar um monte de alegrias e felicidade na sua Conta de Lembranças. E, aliás, obrigada por este seu depósito no meu Banco de lembranças. Como você vê, eu ainda continuo depositando e acredito que, por mais complexa que seja a vida, sábio é quem a simplifica.

Depois me pediu para anotar:
COMO MANTER-SE JOVEM

1. Deixe fora os números que não são essenciais. Isto inclui a idade,o peso e a altura. Deixe que os médicos se preocupem com isso.

2. Mantenha só os amigos divertidos. Os depressivos puxam para baixo. (Lembre-se disto se for um desses depressivos!)

3. Aprenda sempre: Aprenda mais sobre computadores, artes, jardinagem, o que quer que seja. Não deixe que o cérebro se torne preguiçoso.
‘Uma mente preguiçosa é a oficina do Alemão.’ E o nome do Alemão é Alzheimer!

4. Aprecie mais as pequenas coisas – Aprecie mais.

5. Ria muitas vezes, durante muito tempo e alto. Ria até lhe faltar o ar. E se tiver um amigo que o faça rir, passe muito e muito tempo com ele /ela!

6. Quando as lágrimas aparecerem. Aguente, sofra e ultrapasse. A única pessoa que fica conosco toda a nossa vida somos nós próprios. VIVA enquanto estiver vivo.

7. Rodeie-se das coisas que ama: Quer seja a família, animais, plantas, hobbies, o que quer que seja.

8. Tome cuidado com a sua saúde:
Se é boa, mantenha-a.
Se é instável, melhore-a.
Se não consegue melhorá-la , procure ajuda.

9. Não faça viagens de culpa. Faça uma viagem ao centro comercial, até a um país diferente, mas NÃO para onde haja culpa.

10.Diga às pessoas que as ama e que ama a cada oportunidade de estar com elas.

Plagiando :
“Um dia você aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
Viver é ter fome de amor.

coracão

E a Vida! Não Aceita Rascunho?

Todos somos capazes de viver uma vida de intensa alegria. Dentro de nós existe um admirável espírito humano suficientemente forte para superar a dor  criar e recriar a felicidade.alegria2Como diz Almir S. na música, “cada um trás em si o dom de ser capaz”. E ainda duvidamos disso. Sempre é possível captar essa força, essa parte sábia que habita em nós para criarmos e recriarmos mais alegria em nossas vidas.

Nos perdemos em meio as lembranças do passado, traumas de infância, comparações do que já vivemos de desafeto e “erros que cometemos” evitando novas experiências por medo de sofrer. Acreditamos em meio dessas vivências que não merecemos sermos felizes ou não conseguimos sermos resilientes diante da vida.

Esquecemos que a dor e a alegria caminham juntos, como a lua e o sol um depende do outro para que o universo seja perfeito. Supervalorizamos a dor e muitas vezes esquecemos de perceber a alegria que nos cerca a cada dia pelas pequenas conquistas e simplesmente por estarmos experenciando algo corriqueiro que nos faz tão bem.

Chega um tempo que se faz necessário perceber que há um crescimento na dor e na alegria, se deixamos nos levar por estes sentimentos com um olhar maduro. Eles nos tiram do lugar comum, da nossa zona de conforto levando-nos a reflexão para lutarmos em busca da nossa felicidade.  A questão brota dentro da mente, ” qual o sentido da vida para mim?”

O ESTADO DE FELICIDADE, sentir-se alegre é responsabilidade de cada um, independente da circunstância ou de que o outro me permita ou facilite este estado de espírito.

O poder de comprar a felicidade com o que o dinheiro proporciona é fulgaz pois a cada momento que adquirimos algo, logo depois este objeto se incorpora aos outros  e passam ser sentidos como naturais.

A alegria que sentimos vem das necessidades humanas básicas e da forma como conquistamos. Maslow, criador da psicologia humanista,  demonstrou com sua teoria que o ser humano precisa ser atendido nas suas necessidades  básicas em primeiro lugar para ser feliz depois evolui para necessidades mais elevadas como auto realização e a transcendência . Veja Pirâmide de Maslow.

As necessidades são simples, a dificuldade se instala quando nem percebemos o que é realmente necessário para sentirmos alegria e principalmente qual o meio que utilizamos para vivenciá-la. Muitos se perdem em devaneios, ilusões, vícios, crenças inassertivas e desencontros consigo mesmos. A vaidade, arrogância, a necessidade de aparecer para o outro, a dificuldade de ser autêntico e lidar com a frustração de nem sempre ser aceito por ser como é, se torna uma fogueira que queima a alegria de viver. Aceitar-se  assim como é,essa é uma premissa para o caminhar em busca da felicidade .

Procure praticar o prazer de gostar de si mesmo, rir das suas falhas, jogar com humor diante das lutas do dia a dia. Isso não impedirá seu crescimento, amadurecimento, simplesmente é uma forma mais alegre de encarar as mudanças que precisamos fazer para adaptar  e superar as dificuldades que enfrentamos.

Victor FranckL já dizia na logoterapia, que o homem só encontra a felicidade se tiver um sentido na vida. E aí que sentindo tem viver para você?

 

Maria de Fátima Araujo Martins – Terapeuta Cognitiva, Coaching, Hipnose, Neurolinguística

fatimamartins@obomdeviver.com.br

Consultório: 31-38892406

 

 

%d blogueiros gostam disto: