O Bom de Viver.com.br

Início » Posts etiquetados como 'transtorno de ansiedade'

Arquivo da tag: transtorno de ansiedade

13 SINTOMAS PARA DETECTAR UM ATAQUE DE ANSIEDADE E COMO AJUDAR QUEM O SOFRE

Os ataques de ansiedade estão relacionados com momentos de estresse ou acontecimentos traumáticos, embora possam ocorrer mesmo em situações de calma. Conhecer alguém que sofre ou já sofreu um é algo bem comum: de acordo com um estudo publicado pela Sociedade Internacional de transtornos afetivos, mais de 10% da população adulta na Espanha sofreu um ataque desses.

Essas crises, também chamadas de “ataques de ansiedade” ou “ataques de pânico” são “uma reação emocional extrema de alarme, que chega a causar medo”, explica a Verne por telefone Antonio Cano Vindel, professor de Psicologia na Universidade Complutense de Madrid e presidente da Sociedade Espanhola para o Estudo da Ansiedade e Estresse.

Para Cano, uma das principais causas pelas quais alguém entra em pânico durante as crises de ansiedade é o medo que produz o desconhecimento dos próprios sintomas. “São semelhantes aos de uma situação de ansiedade comum, a mesma que se pode sentir ao fazer um exame ou uma entrevista de emprego”, explica, “mas ao aparecer sem explicação aparente, produzem medo e inquietude”. Por sua vez, esse medo e inquietude retroalimentam os sintomas.

“Ocorre um ciclo vicioso”, diz Cano. “Se a pessoa afetada começa a ter taquicardia, acha que pode estar sofrendo um ataque cardíaco, por isso se assusta, aumenta a ansiedade e a taquicardia piora”. A chave para minimizar os ataques e até evitá-los é, portanto, conhecer os sintomas “para não ampliá-los e saber que não podem causar nenhum dano”.

Sintomas para identificar um ataque de ansiedade

Entre os sintomas que apresenta um ataque de ansiedade, Cano enumera:

1. Aumento brusco da sensação de ansiedade e medo

2. Taquicardia

3. Fortes palpitações

4. Aumento da temperatura corporal

5. Sudoração

6. Tremores

7. Sensação de irrealidade

8. Despersonalização (sentir-se fora de si mesmo) ou desrealização (sensação de que o que está acontecendo não é real)

9. Medo de morrer, perder o controle ou o conhecimento

10. Sensação de estar se afogando

Além dos sintomas mencionados por Cano, o Manual diagnóstico de transtornos mentais, da Associação Norte-Americana de Psiquiatria, também enumera:

11. Sufocação

12. Opressão ou desconforto no peito

13. Sensação de entorpecimento ou formigamento.

Em um ataque de ansiedade nem todos esses sintomas aparecem. Com o surgimento da sensação de ansiedade e medo – sintoma principal – devem aparecer pelo menos mais quatro sintomas dos enumerados acima. Todos eles começam abruptamente e, se não forem controlados, atingem seu auge nos primeiros 10 minutos. Não têm uma duração determinada: “Vai depender de como a pessoa processar e quanto demore para se distrair”, explica Cano.

“Os fatores que pioram uma crise de ansiedade são a magnificação e a atenção aos sintomas”, diz o psicólogo. “Além disso, nos casos de pessoas que já sofreram um, a antecipação: a própria ansiedade que provoca pensar em um ataque pode chegar a provocá-lo”. A chave para o psicólogo é, portanto, conseguir desviar a atenção dos sintomas assim que aparecerem, para não agravá-los.

 

Testo original de  El Pais.

Saude Mental, Ansiedade, Psicologias do Brasil

Por Alan Lima – 

Bipolaridade & TDAH


Sociedade bipolar

O enfoque deste tema será visto à luz das experiências vividas em consultório dentro de uma visão mais humana e psicológica.

Os transtornos de humor como depressão,transtorno de ansiedade, ciclotimia , distimia, bipolaridade são objetos de estudo para pesquisadores e pauta para discussão entre leigos, psicólogos e psiquiatras.

BIPOLAR FOTO

O termo “Bipolar” expressa 2 tipos de estados afetivos que se alternam depressão e euforia(mania ou hipomania).
Podendo oscilar o humor com frequência bipolares mistos ou por um ciclo maior de depressão e ou de euforia.O “espectro bipolar” varia muito de intensidade desde o mais grave do tipo I até os mais leves II III IV V.

O transtorno afetivo bipolar é considerado pelo DSM4/CID-10 ( Conselho Internacional de Doenças) como uma doença genética que pode ser desencadeada por fatores como uso de drogas ilícitas,stress grave,problemas emocionais, reação a algum medicamento e como está sendo muito discutido hoje pela sociedade em que vivemos.
Uma sociedade bipolar.
Sociedade bipolar quando questiona-se o estilo de vida cada vez mais cheio de estímulos ,novidades e falta de limites.
Hábitos de vida estressantes ,excesso de trabalho uma necessidade intrínseca de “tudo para ontem”.
Uma sociedade ansiosa onde o sujeito é pressionado ser o melhor,ser feliz, uma imagem perfeita.
A tristeza, problemas e dificuldades não podem aparecer; uma sociedade onde o sentido se perde e rouba a individualidade, a essência de cada um.
Embora tão egocêntrica,deixando de lado o afeto.

O bipolar é um sujeito que lançando mão da terapia medicamentosa, psicoterapia
e hábitos de vida saudável é preservado sua cognição, capacidade de trabalho,
inserção social,convívio familiar e afetivo sexual.
Pode levar uma vida normal muitas vezes controlando suas recaídas minimizando as dificuldades e sofrimentos causados pelo transtorno.
O importante é manter o medicamento,regularidade do sono,evitar a ingestão de álcool e drogas,stress,fazer exercício físico,buscar uma vida mais coerente consigo mesmo, se respeitar.

É importante ressaltar que muitas vezes ao diagnosticar a bipolaridade pode haver
um erro e se tratar de outro distúrbio TDAH (Transtorno de déficit de Atenção e
hiperatividade) pois ambos têm características muito semelhantes como mudança de humor, compulsão, impulsividade, falam demais cortando a fala do outro, mudando o assunto, completando a frase sem esperar que o outro termine de falar; labilidade,
transtorno de sono, agitação, irritação, são muito carismáticos,
inteligentes,exagerados.
È necessário uma boa anamnese,escuta terapêutica para conhecer o histórico de vida desde criança até o momento atual ,quando há suspeita de diagnóstico de TDAH aplicar testes.
È importante ressaltar que a bipolaridade aparece à partir dos 18 a mais ou menos e o TDAH dos 6a. Esses transtornos se diferem pois a oscilação de humor do bipolar o individuo entra em estado de mania ou hipomania e depressão o que não acontece com o TDAH.
Enfim o bipolar é vítima de preconceito e de exclusão sendo que os distúrbios de humor, TDAH, fobias, pânico e outros também são limitantes desde que não sejam tratados.
Bipolares como W.Churchill, Abraham Lincoln, Ulisses Guimarães na política, V. Van Gogh, Mozart, Tchaikosvky, Robin Williams, Jim Carrey, Elizabeth Taylor, T.S.Eliot,
Agahta Christie, Ernest Hemingway,psiquiatras e psicólogos que trabalham normalmente.

A sociedade está doente há de se pensar um novo olhar diante da vida e da forma de lidar com os sentimentos .

 

%d blogueiros gostam disto: